Tempo
|
A+ / A-

Eletricidade no mercado grossista cai 24% e atinge preço mais baixo do ano

19 abr, 2022 - 19:53 • Lusa

Segundo o Operador do Mercado Ibérico de Eletricidade (OMIE), o preço médio vai ficar abaixo da barreira dos 100 euros por megawatt-hora, pela primeira vez, desde 27 de dezembro de 2021.

A+ / A-

O preço médio da eletricidade no mercado grossista ibérico cai 24% na quarta-feira, para 85,19 euros por megawatt-hora (MWh), o preço mais baixo deste ano, segundo informação disponibilizada esta terça-feira na página do operador de mercado elétrico.

De acordo com os dados do Operador do Mercado Ibérico de Eletricidade (OMIE), o preço médio vai ficar abaixo da barreira dos 100 euros por MWh pela primeira vez desde 27 de dezembro e vai registar o valor mais baixo desde 31 de outubro, quando foi negociado a uma média de 79 euros por MWh.

Adicionalmente, o preço médio da eletricidade será, na quarta-feira, 84,36% inferior ao registado em 08 de março, quando a eletricidade atingiu os 544,98 euros por MWh, o seu máximo até à data, motivado pela subida dos preços do gás após o início da invasão russa da Ucrânia.

Por faixas horárias, o preço mais baixo será alcançado entre as 16:00 e as 17:00, altura em que se fixará nos seis euros por MWh, enquanto o preço mais alto será registado entre as 08:00 e as 09:00, altura em que a eletricidade será negociada a 148 euros por MWh.

A evolução do preço da eletricidade no mercado grossista continua a depender em grande medida do custo do gás natural, cujo preço no mercado holandês, referência para a Europa, subiu mais de 5% hoje, mas permanece abaixo de 100 euros por MWh, aguardando a evolução da guerra na Ucrânia.

Outro fator que vai favorecer a diminuição do preço da eletricidade é o clima, uma vez que se registam condições favoráveis de sol e vento que impulsionarão a geração de energia eólica e solar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+