Tempo
|
A+ / A-

Combustíveis. Preços descem para a semana e poderão beneficiar de baixa no ISP

08 abr, 2022 - 12:08 • Fátima Casanova , Marta Grosso

Governo aprova a redução do imposto nesta sexta-feira, em Conselho de Ministros extraordinário.

A+ / A-

O preço dos combustíveis pode baixar cerca de 16 cêntimos por litro na próxima semana, como anunciou o primeiro-ministro. Governo aprova nesta sexta-feira, em Conselho de Ministros extraordinário, a redução do imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP).

À Renascença, o secretário-geral da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (APETRO), diz que a redução terá impacto no preço ao consumidor assim que a portaria seja publicada.

“O ISP é pago à cabeça, portanto, quanto o produto sai das instalações petrolíferas. Desde que a portaria seja publicada a tempo de os abastecimentos que se façam a partir de segunda-feira já tenham pago o ISP mais reduzido, com certeza que se irá de imediato refletir nos preços finais, sem dúvida nenhuma”, diz António Comprido.

O mesmo responsável adianta que, independentemente do corte no ISP, já era esperada, na próxima semana, uma redução no preço dos combustíveis, reflexo das cotações internacionais que têm estado em queda.

“Em cêntimos por litro, até ao fecho de ontem – ainda nos falta ver as cotações ao final do dia de hoje – o gasóleo tinha descido na ordem dos 4 cêntimos e a gasolina tinha descido na ordem dos três cêntimos”, indica.

“Quando falamos como é que isto se reflete no preço de venda ao público, vai depender de cada comercializador e temos de ter em conta o efeito do IVA, que amplia um pouco esta descida, portanto, em termos de preço poderá ser um pouco maior do que os preços que eu estive a dizer”, acrescenta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+