Tempo
|
A+ / A-

Indústria automóvel

Trabalhadores da Autoeuropa aprovam acordo laboral para 2022 e 2023

30 mar, 2022 - 19:13 • Ana Carrilho

Entendimento vigora retroativamente desde 1 de janeiro até 31 de dezembro de 2023 e garante um prémio anual por objetivos e aumentos de 2%, com um mínimo de 30 euros em 2022. Empresa diz tratar-se de "um marco importante na consolidação do crescimento da fábrica".

A+ / A-

Os trabalhadores da Autoeuropa aprovaram esta quarta-feira o acordo laboral para o período de 1 de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2023.

Em comunicado, a fábrica de Palmela refere que "num universo de 5.124 colaboradores, 69,1 % aceitaram as condições previamente acordadas entre a Comissão de Trabalhadores e a Administração da empresa".

O entendimento, que vigora retroativamente desde 1 de janeiro deste ano até 31 de dezembro de 2023, garante um prémio anuel por objetivos e aumentos de 2%, com um mínimo de 30 euros em 2022.

O prémio anual por objetivos, que nos últimos dois anos ascendeu a 1.400 euros, era uma das principais reivindicações apresentada pela Comissão de trabalhadores.

São, também, mantidos os atuais 22 dias não trabalhados por indicação da empresa.

O acordo prevê ainda que, em definitivo e sem qualquer necessidade de negociação futura, as pausas passem de 7 para 10 minutos. Os prémios por laboração em qualquer horário de fim de semana são pagos a 100%.

Esta foi a terceira proposta de pré-acordo que os mais de 5.100 trabalhadores da Autoeuropa votaram. As duas primeiras foram chumbadas nas votações de 21 de maio do ano passado e há pouco mais de um mês, a 25 de fevereiro.

Na nota enviada pela Autoeuropa pode ler-se que este acordo é "um marco importante na consolidação do crescimento da fábrica, reconhecendo o desempenho de toda a equipa e garantindo a estabilidade para novos projetos no futuro".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+