Tempo
|
A+ / A-

​Facebook com desvalorização em bolsa superior ao PIB de Portugal

03 fev, 2022 - 16:07 • Ricardo Vieira, com agências

Perda acontece depois do anúncio da perda de meio milhão de utilizadores, o que aconteceu pela primeira vez em 17 anos.

A+ / A-

As ações da Meta, a empresa-mãe do Facebook, desvalorizaram cerca de 25% em bolsa, depois da maior rede social do mundo ter anunciado, pela primeira vez em 17 anos, a perda de seguidores.

Um total de 500 mil utilizadores abandonaram o Facebook, segundo o último relatório da empresa. A rede social tem agora 1,93 mil milhões de seguidores.

Esta "debandada" provocou um impacto nas ações em bolsa, que perderam cerca de um quarto do valor.

A desvalorização dos títulos da multinacional Meta, que também detém o serviço de mensagens WhatsApp e a rede social Instagram, é na ordem dos 250 mil milhões de euros, mais do que o Produto Interno Bruto (PIB) anual de Portugal.

De acordo com os analistas, a empresa liderada por Mark Zuckerberg enfrenta vários desafios, nomeadamente, a concorrência de aplicações populares como o TikTok, o avultado investimento na tecnologia metaverso e os problemas com privacidade dos dados dos utilizadores.

Afinal o que é o metaverso, em que Zuckerberg está a apostar tudo?
Afinal o que é o metaverso, em que Zuckerberg está a apostar tudo?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+