Tempo
|
A+ / A-

Web Summit

​Impostos. “O próximo grande projeto é taxar o carbono”

04 nov, 2021 - 14:31 • Cristina Nascimento

Diretor fiscal da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico traça esse objetivo para daqui a 10 anos.

A+ / A-

O diretor fiscal da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Pascal Saint-Amans, revela que o próximo grande projeto é taxar o carbono, algo que antevê deve acontecer daqui a 10 anos.

No Palco Central da Web Summit diz que esse é um caminho essencial para combater as alterações climáticas. Pascal Saint-Amans apela ainda a que o maior número de países entre nessa luta.

Pascal Saint-Amans falou ainda sobre o acordo considerado histórico alcançado recentemente a nível global para cobrar uma taxa de 15% sobre multinacionais. Este responsável revelou que nos próximos meses a sua principal prioridade será trabalhar com os mais de 100 países que aceitaram aderir a esta medida e que espera em 2023 já estarem a ser cobradas verbas decorrentes desta medida.

Sobre este imposto global, em tom bem-disposto, Pascal considerou que a fuga aos impostos nos últimos anos tem sido uma prática emocionante, mas que esse tempo acabou, pois “o jogo mudou”.

“Já não precisam de inventar planos para fugir aos impostos, podem concentrar-se nos vossos negócios”, argumentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+