Tempo
|
A+ / A-

IRS jovem alargado a trabalhadores independentes, com extensão de cinco anos

11 out, 2021 - 23:51

A medida passa a ser aplicada automaticamente, sem necessidade de adesão por parte dos jovens beneficiários.

A+ / A-

Os jovens trabalhadores que derem entrada no mercado de trabalho após conclusão do ensino secundário ou superior vão passar a beneficiar de um IRS mais baixo durante os primeiros cinco anos de trabalho. A medida consta da proposta do Orçamento do Estado para 2022, entregue esta segunda-feira no Parlamento.

Atualmente, os jovens que começam a trabalhar têm um desconto de 30% no primeiro ano, 20% no segundo ano e 10% no terceiro. A nova iniciativa alarga o período de redução em mais dois anos e passa a incluir trabalhadores independentes.

Com a nova proposta, os jovens passarão a beneficiar de uma isenção sobre 30% do seu rendimento colectável no primeiro e segundo anos, de 20% no terceiro e quarto anos e de 10% no quinto.

A iniciativa aplica-se a jovens com idade entre os 18 e 26 anos, a partir do primeiro ano de trabalho após a conclusão do ciclo de estudos igual ou superior ao ensino secundário.

A idade pode ser estendida até aos 28 anos, "no caso do ciclo de estudos concluído corresponder ao nível 8 do Quadro Nacional de Qualificações", lê-se no documento.

A medida passará, ainda, a ser aplicada automaticamente, sem necessidade de adesão por parte dos jovens beneficiários.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+