Tempo
|
A+ / A-

Dívida Pública

Moody's sobe rating de Portugal. "Um sinal positivo para a credibilidade"

17 set, 2021 - 22:08 • Redação com Lusa

Desde 2011 que Portugal não estava num nível tão elevado.

A+ / A-

A Moody's subiu o rating da dívida portuguesa para para BAA2, o penúltimo grau do nível de investimento.

Segundo um comunicado do ministério das Finanças, desde 2011 que a agência não atribuía um rating tão elevado a Portugal.

A Moody’s justifica a decisão com a “confiança na melhoria do crescimento económico de Portugal a longo prazo alicerçado na utilização dos fundos do Programa de Recuperação e Resiliência, e à credibilidade da estratégia de redução da dívida pública assente na eficácia da política orçamental”.

O gabinete do ministro das Finanças, João Leão, assinala, ainda, que esta é “a primeira subida de rating da República Portuguesa desde o início da pandemia, um sinal muito positivo para a credibilidade para o país e para a segurança e estabilidade financeira das famílias e das empresas”.

De resto, em declarações à Lusa, João Leão sublinhou o facto de tal acontecer depois do "muito violento" e "muito significativo" impacto da pandemia na economia, considerando ainda "muito importante que o primeiro movimento pós-pandemia seja um movimento de melhoria do 'rating'".

"Esta melhoria do 'rating' ocorre passado um ano e meio depois do início da pandemia, uma fase que teve um forte impacto na economia portuguesa e que levou a um forte aumento da dívida publica, e por isso, neste contexto, esta primeira melhoria do 'rating' depois da pandemia tem um significado muito importante e é um sinal muito positivo", destacou o ministro das Finanças.

João Leão destacou também o reflexo que esta subida tem nas condições de financiamento exemplificando, neste contexto, que em 2021, Portugal vai suportar quase menos 3 mil milhões de euros em juros do que pagou em 2015.

A decisão, referiu, contribuiu para reforçar ainda mais a confiança dos investidores e a credibilidade externa de Portugal, com impacto direto nos custos de financiamento das famílias, das empresas e do Estado.

A notação de Baa2 agora decidida pela Moody's corresponde à classificação mais elevada atribuída à dívida soberana portuguesa por esta agência de notação financeira desde 2011.

João Leão sublinhou ainda o facto de a decisão da Moody's, hoje conhecida, apresentar como fatores as perspetivas positivas para o crescimento da economia portuguesa, assente na utilização dos fundos do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) e em medidas "sustentáveis e responsáveis.

[notícia atualizada às 00h05]

A Moody's valida ainda a solidez das opções de política económica e orçamental do Governo nos últimos anos, que permitiu a Portugal enfrentar a crise pandémica com capacidade orçamental.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+