Tempo
|
A+ / A-

Fisco alerta contribuintes para circulação de nova mensagem fraudulenta

09 set, 2021 - 17:38 • Lusa

Este é já o 11.º alerta para mensagens falsas realizado pela Autoridade Tributária desde o início deste ano.

A+ / A-

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou esta quinta-feira para a existência de um novo e-mail fraudulento que está a ser enviado a contribuintes em seu nome, onde lhes é pedido que "validem" as "contribuições" relativamente a processo executivos.

"A Autoridade Tributária e Aduaneira tem conhecimento de que alguns contribuintes têm recebido mensagens de correio eletrónico supostamente provenientes da AT nas quais é pedido que se carregue num "link" que é fornecido para alegadamente validar contribuições", refere o alerta de segurança hoje publicado no Portal das Finanças, sublinhando que quem receba esta mensagem deve apagá-la sem nunca carregar no "link" fornecido.

Entre os exemplos de mensagens fraudulentas que estão a ser enviadas - e que reproduzem a imagem institucional da AT e do MOSS (Míni Balcão Único) - estão algumas que se apresentam como o "envio da declaração e processo de execução de dívidas" em que se pede ao contribuinte que "verifique e retorne o quanto antes para validar suas respetivas contribuições", sendo de seguida indicado o "link" falso.

"Estas mensagens são falsas e devem ser ignoradas. O seu objetivo é convencer o destinatário a aceder a páginas maliciosas carregando nos "links" sugeridos. Em caso algum deverá efetuar essa operação", avisa, por isso, a AT.

Este é já o 11.º alerta para mensagens falsas realizado pela AT desde o início deste ano, sendo que parte delas visavam enganar os contribuintes fazendo-os acreditar que estavam a ser contactados por causa do reembolso do IRS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+