Tempo
|
A+ / A-

Eurostat

Portugal com a maior quebra do PIB da UE no primeiro trimestre

08 jun, 2021 - 11:32 • Lusa

Gabinete estatístico europeu revela que a economia da Zona Euro recuou 1,3% e a da União Europeia 1,2% no primeiro trimestre, face ao período homólogo.

A+ / A-

A economia da Zona Euro recuou 1,3% e a da União Europeia 1,2% no primeiro trimestre, face ao período homólogo, com Portugal a apresentar as maiores quebras, de 5,4% em termos homólogos e 3,3% em cadeia.

O gabinete estatístico europeu reviu em alta as primeiras estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro e da UE, depois de ter previsto, em maio, recuos de 1,8% e 1,7%, respetivamente. Entre janeiro e março, o recuo homólogo das economias da zona euro e UE abrandou face ao do trimestre anterior (-4,7% e -4,4%).

Já na comparação em cadeia, nos primeiros três meses do ano, o PIB caiu 0,3% na zona euro e 0,1% na UE, depois de ter recuado, no quarto trimestre de 2020, 0,6% e 0,4%, respetivamente, com Portugal a apresentar a maior quebra trimestral (-3,3%).

Na comparação homóloga, Portugal foi o país cuja economia mais recuou no primeiro trimestre (-5,4%), seguindo-se a Áustria (-4,5%), a Espanha (-4,3%) e a Alemanha (-3,1%), enquanto a Irlanda (12,6%), a Estónia (5,0%), o Luxemburgo (4,9%) e a Eslovénia (2,3%) apresentaram as maiores recuperações do PIB.

Face ao trimestre anterior, os PIB da Irlanda (7,8%), Croácia (5,8%), Estónia (4,8%) e Grécia (4,4%) registaram os maiores avanços e os de Portugal (-3,3%), da Eslováquia (-2,0%), da Alemanha (-1,8%) e da Letónia (-1,7%) as principais quebras.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+