Tempo
|
A+ / A-

Mais de 13 milhões. Grupo Jerónimo Martins volta a ser multado na Polónia

26 abr, 2021 - 09:00 • Redação

Esta é já a terceira coima aplicada pelo regulador da concorrência polaco à Jerónimo Martins Polska em menos de um ano.

A+ / A-

A Polónia multou a Jerónimo Martins em 13,2 milhões de euros, por “induzir os consumidores em erro quanto ao país de origem dos legumes e frutas, o que pode ter distorcido as suas decisões de compra”.

Segundo a acusação, citada pelo “Negócios”, o grupo não cumpriu a obrigação de fornecer “informação confiável sobre os produtos oferecidos” e “os consumidores que pretendiam comprar batatas, tomates ou maçãs polacos eram frequentemente induzidos em erro” nas lojas da Biedronka.

A investigação revelou que, em muitos casos, as informações nos rótulos eram diferentes das que constavam na embalagem coletiva ou nos documentos de entrega e assinala que “essas violações foram sistemáticas e duradouras”.

Foram analisados 263 estabelecimentos da marca espalhadas pelo país. Em 28% verificou que havia frutas e legumes rotulados de forma incorreta com o país de origem, sendo que esse tipo de irregularidades atingiu mais de 20% dos lotes inspecionados.

A rede polaca de supermercados Biedronka faturou 13,4 mil milhões de euros em 2020, um aumento de 6,7% face ao ano anterior.

Em menos de um ano, esta é já a terceira multa aplicada pelo regulador da concorrência polaco à Jerónimo Martins Polska. Em agosto avançou com outra multa de 26 milhões de euros por praticar preços diferentes dos expostos nas prateleiras; e em dezembro foi multada em 163 milhões por impor descontos de forma arbitrária aos fornecedores.

O grupo português recorreu das duas decisões.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+