Tempo
|
A+ / A-

Reino Unido. Vegetarianos revoltados com notas feitas de gordura animal

10 ago, 2017 - 15:20

Alguns templos hindus e cafés vegetarianos recusaram-se a aceitar a nova nota de cinco libras.

A+ / A-

O Reino Unido tem novas notas de plástico e já estão envoltas em polémica. O uso de vestígios de gordura animal está a provocar a ira e milhares de reclamações de vegetarianos e grupos religiosos. O Banco da Inglaterra (BdI) garantiu esta quinta-feira que há riscos ambientais para usar uma alternativa derivada de óleo de palma e o Governo argumentou que é demasiado caro.

O BdI lançou no ano passado as primeiras notas de polímero, mais duráveis e difíceis de falsificar. Mas mais de 130 mil pessoas assinaram uma petição “online” que pede ao BiD para parar de usar produtos de origem animal – pequenos volumes de sebo, que provêm das vacas e das ovelhas – nas notas.

Alguns templos hindus e cafés vegetarianos recusaram-se a aceitar a nova nota de cinco libras, que tem estampada a face de Winston Churchill.

"O banco reconhece plenamente as preocupações levantadas por membros do público e não tomou a decisão de ânimo leve", disse na quinta-feira o BdI.

A única alternativa para as notas de polímero é a utilização de produtos químicos mais caros derivados de óleo de palma, mas os fornecedores do BdI afirmam que não o conseguem fazer salvaguardando as questões ecologistas.

Além das preocupações ambientais, o BdI disse que a alteração iria custar 18 milhões de euros nos próximos dez anos.

As notas de 20 e 10 libras de polímero, que serão lançadas em Setembro, também vão ser fabricadas com produtos de origem animal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Marco Almeida
    16 ago, 2017 Olhão 15:01
    Haja alguém que diga aos vegetarianos que as notas não são para comer
  • Bela
    10 ago, 2017 Coimbra 23:03
    Parece-me hipocrisia a mais. Os vegetarianos estão a contestar porquê? Estão preocupados com o facto de ter sido usados produtos de origem animal e não se preocupam com derivados de óleo de palma? Que se saiba, as plantas tal como os outros seres, precisam de água, sol e oxigénio para viver., ou seja também são seres vivos. Os grupos religiosos, faz-me parecer que será apenas para dar nas vistas. Que será que tal gente como?
  • Miguel Botelho
    10 ago, 2017 Lisboa 22:23
    Então, já se esqueceram da Venezuela? Afinal, a montanha pariu um rato? O que se passa, Renascença? De tudo ou nada, já dão notícias sobre vegetarianos revoltados com notas fabricadas com gordura animal? Oh, Renascença...
  • Duarte Nuno Frade
    10 ago, 2017 T Novas 20:38
    Mas o que é que os vegetarianos têm a ver com a gordura animal tal qual os hindus, eles como não têm gordura que se possa utilizar toca de fazer escândalo, mas o mais escandaloso é esta notícia ser posta na internet ou noutro qualquer meio de comunicação. Que pobreza de jornalismo e de quem aceita que isto seja posto na comunicação social
  • AB
    10 ago, 2017 Évora 18:04
    Este mundo está cada vez mais doido. Os vegetarianos coitados não percebem que só se podem indignar porque têm posses para isso, muitos não ganham 1 libra por dia. De qualquer forma alguma coisa seria feita à gordura animal usada, algo se calhar pior para o ambiente. E finalmente, não têm que comer as notas, ou têm? Estas coisas são mesmo tiques de gente rica, mandem-mas para cá se não as querem.
  • No país da diversão
    10 ago, 2017 Lisboa 17:07
    No país da diversão vale quase tudo para desviar a atenção do essencial e manipular as pessoas. O que devia revoltar as pessoas é isto estar em destaque no SAPO como se não houvesse nada mais importante. Mas grandes culpados são o povo que compactua com isto e ainda gosta de ser manipulado!

Destaques V+