Tempo
|
A+ / A-

Papa “profundamente consternado” por massacre em igreja no Texas

07 nov, 2017 - 13:46

No domingo Devin Kelley, um ex-militar com historial de violência e conhecido pelas suas posições ateias e anticristãs, entrou numa igreja baptista e disparou indiscriminadamente, matando 27 pessoas.

A+ / A-

O Papa Francisco enviou esta terça-feira um telegrama ao Arcebispo da diocese de San Antonio, no Texas, a lamentar o assassinato de 27 pessoas numa igreja protestante no passado domingo.

Um homem de 26 anos, alegadamente sofrendo de perturbações mentais, entrou na igreja munido de várias armas e disparou indiscriminadamente, matando dezenas de pessoas. De seguida fugiu mas foi perseguido por civis armados e depois pelas autoridades, acabando por ser morto.

No telegrama enviado ao bispo da diocese local, o papa diz-se “profundamente consternado pela notícia da perda de vidas e de ferimentos graves causados pelo acto de violência sem sentido, levado a cabo na Primeira Igreja Baptista em Sutherland Springs”.

Francisco pede ao bispo que transmita os seus pêsames sentidos “às famílias das vítimas e dos feridos, aos membros da congregação e a toda a comunidade local”.

O Papa pede a Cristo que “console todos os que estão de luto e que lhes garanta a força espiritual que triunfa sobre a violência e o ódio, pelo poder do perdão, da esperança e do amor reconciliador”.

Desde o incidente que têm surgido mais informações sobre o homicida. Devin Kelley era ex-militar, mas foi dispensado depois de ter sido condenado por violência doméstica praticada contra a mulher e o enteado.

Segundo amigos de infância, contactados pelo New York Times, ao longo dos últimos anos Devin tinha-se tornado uma pessoa profundamente negativa, adoptando inclusivamente uma postura de ateísmo anticristão muito agressivo, que levou vários dos seus conhecidos a cortar relações com ele nas redes sociais.

Mais recentemente teria entrado em conflito com a sua sogra, segundo a imprensa americana, sendo que ela frequentava a igreja em se deu o massacre.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+