Tempo
|
A+ / A-

Papa condena atentado na Somália

18 out, 2017 - 16:03 • Ecclesia

Ataque terrorista provocou mais de 300 mortes.

A+ / A-

O Papa Francisco condenou esta quarta-feira o atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, que vitimou centenas de pessoas.

“Desejo manifestar a minha dor pelo massacre acontecido há dias em Mogadíscio, Somália, que provocou mais de 300 mortos, entre eles algumas crianças”, disse, no final da audiência pública semanal, que decorreu na Praça de São Pedro.

“Este acto terrorista merece a mais firme reprovação”, acrescentou o Papa, realçando que o mesmo atingiu uma população já muito sofrida.

Francisco rezou pelos mortos e os feridos, pelos seus familiares e “por todo o povo da Somália”.

“Imploro a conversão dos violentos e encorajo os que, com enormes dificuldades, trabalham pela paz nessa terra martirizada”, declarou.

O maior atentado terrorista desde o 11 de Setembro (EUA) tem sido ligado à organização Al-Shabaab.

Os atacantes detonaram camiões armadilhados num antigo mercado e num hotel no movimentado centro da capital da Somália.

Dezenas de feridos foram levados para a Turquia, a fim de receberem tratamento médico.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+