A+ / A-

Autárquicas no Porto. Rui Moreira pode conseguir maioria absoluta, PSD com apenas um mandato

01 out, 2017 - 20:04

Projecções dão a vitória ao candidato independente, fica ainda a dúvida se será com maioria absoluta. PSD só consegue um mandato.
A+ / A-

Rui Moreira prepara-se para continuar na Câmara do Porto. O actual autarca pode vencer com maioria absoluta, segundo as projecções das três televisões nacionais.

O independente pode alcançar entre os 37,7% e os 48% dos votos, juntando os estudos disponíveis.

Em segundo lugar ficará Manuel Pizarro, do PS, sempre à frente de Álvaro Santos Almeida (PSD), que poderá ser o único vereador do partido.

João Teixeira Lopes e Ilda Figueiredo estão praticamente empatados e na luta pelo quarto lugar e na eleição para a vereação.

Projecção da Eurosondagem (SIC):

  • Rui Moreira (independente): 37,7% - 42,0% (7 mandatos)
  • Manuel Pizarro (PS): 30,3% - 34,0% (5 mandatos)
  • Álvaro Almeida (PSD): 7,7% - 11,0% (1 mandato)
  • João Teixeira Lopes (BE): 4,8% - 7,2% (0 a 1 mandato)
  • Ilda Figueiredo (CDU): 4,8% - 7,2% (0 a 1 mandato)

Projecção da Universidade Católica (RTP):

  • Rui Moreira (independente): 43% – 48% (6 a 8 mandatos)
  • Manuel Pizarro (PS): 28% – 31% (4 a 5 mandatos)
  • Álvaro Santos Almeida (PSD): 8% a 10% (1 mandato)
  • Ilda Figueiredo (CDU) 6% a 8%
  • João Teixeira Lopes (BE): 5% a 7%

Projecção da Intercampus (TVI):

  • Rui Moreira (independente) 42 - 47% (6 a 7 mandatos)
  • Manuel Pizarro (PS) 27,7 - 31,7 (4 a 5 mandatos)
  • Álvaro Santos Almeida (PSD) 8,1 - 11,1% (1 ou 2 mandatos)
  • Ilda Figueiredo (CDU) 5 - 8% (0 a 1 vereador)
  • João Teixeira Lopes (BE) 4,2 - 7,2% (0 a 1 vereador)
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.