Tempo
|
A+ / A-

“Proibido lamentar-se”. O aviso na porta do Papa Francisco

14 jul, 2017 - 14:56

“Os transgressores sujeitam-se a síndrome de vitimização, com consequente diminuição do humor e capacidade para resolver problemas”, diz ainda o sinal.

A+ / A-
“Proibido lamentar-se”. O aviso na porta do Papa Francisco
“Proibido lamentar-se”. O aviso na porta do Papa Francisco

O Papa Francisco colocou na porta do seu gabinete um sinal que diz que é “Proibido lamentar-se”.

A imagem foi fotografada e apareceu num jornal italiano, tendo-se tornado viral nas redes sociais.

Segundo o “Vatican Insider”, que obteve a fotografia original, o sinal foi oferecido ao Papa durante uma audiência na Praça de São Pedro e o Papa gostou tanto que o fixou na porta do seu apartamento pessoal na Casa de Santa Marta, onde vive.

O sinal informa que esta proibição é a regra número 1 para a saúde e o bem-estar e avisa que “Os transgressores sujeitam-se a síndrome de vitimização, com consequente diminuição do humor e capacidade para resolver problemas”.

As visitas são ainda avisadas de que “A medida da sanção duplica quando a violação é cometida na presença de crianças” e de que “para tornar-se o melhor de si deve concentrar-se nas suas potencialidades e não nos seus limites e em seguida: Parar de se lamentar e agir para mudar a sua vida para melhor.”

Os conselhos expressos no cartaz são assinados por um doutor Salvo Noè.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+