Tempo
|
A+ / A-

Papa reza na Capelinha das Aparições: “Seremos a Igreja vestida de branco”

12 mai, 2017 - 18:43 • Eunice Lourenço , Aura Miguel

Papa Francisco entregou Rosa de Ouro e rezou na capelinha, depois de longos minutos de oração e de uma recepção em júbilo no santuário.

A+ / A-
Papa reza na Capelinha das Aparições: “Seremos a Igreja vestida de branco”
Papa reza na Capelinha das Aparições: “Seremos a Igreja vestida de branco”


Identificando-se como o “bispo vestido de branco” e rezando por uma “Igreja vestida de branco”. Foi assim que o Papa Francisco se apresentou diante da imagem de Nossa Senhora, na Capelinha das Aparições, esta sexta-feira. O primeiro momento de Francisco no Santuário começou com grande alegria, a que se seguiu um grande silêncio de oração e, por fim, as primeiras palavras do Papa.

“Seremos, na alegria no Evangelho, a Igreja vestida de branco, da alvura branqueada no sangue do Cordeiro derramada ainda em todas as guerras que destroem o mundo em que vivemos”, rezou o Papa, na oração que já tinha divulgada há dias, no guião litúrgico desta visita.

“Faz-nos sentir o exemplo dos bem-aventurados Francisco e Jacinta e de todos os que se entregam à mensagem do Evangelho. Percorreremos, assim, todas as rotas, seremos peregrinos de todos os caminhos, derrubaremos todos os muros e venceremos todas as fronteiras, saindo em direcção às periferias, aí revelando a justiça e a paz de Deus”, rezou também o Papa.

E concluiu: “Assim, seremos como tu, imagem da coluna luminosa que alumia os caminhos do mundo, a todos mostrando que Deus existe, que Deus está, que Deus habita no meio do seu povo, ontem, hoje e por toda a eternidade."

Nesta oração, intercalada com cânticos, o Papa começou por fazer referência ao centenário das aparições e apresentou-se como o bispo vestido de branco referido no chamado Terceiro Segredo, revelado em Julho de 1917.

“Neste lugar onde há 100 anos a todos mostraste os desígnios da Misericórdia do nosso Deus, olho a tua veste de luz e, como bispo vestido de branco, lembro todos os que, vestidos da alvura baptismal, querem viver em Deus e rezam os mistérios de Cristo para alcançar a paz”, disse Francisco, que escolheu para lema desta viagem “Com Maria, peregrino na esperança e na paz”.

O Papa pediu a Maria que com o seu “sorriso virginal” robusteça a alegria da Igreja e com o seu “olhar de doçura" fortaleça "a esperança dos filhos de Deus". “Com as mãos orantes que elevas ao Senhor a todos une numa só família humana”, pediu o Papa.

O momento de oração do Papa na capelinha terminou com a recitação, com toda a assembleia, da oração do centenário em que o Papa se associou à consagração a Nossa Senhora: “Unido aos meus irmãos, por Ti, a Deus me consagro ó Virgem do Rosário de Fátima.”

O Papa chegou esta sexta-feira a Monte Real por volta das 16h10 e, depois da cerimónia de boas-vindas e de ter saudado vários dos populares que se encontravam no local para o receber, seguiu de helicóptero para Fátima.

Francisco fica menos de 24 horas em Portugal. Todas as celebrações e encontros são transmitidos em directo pela Renascença em vídeo e áudio, com comentário ao minuto.


A Renascença acompanha a viagem do Papa Francisco. Apoio Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O momento em que o Santuário inteiro fez silêncio com o Papa
O momento em que o Santuário inteiro fez silêncio com o Papa
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+