Tempo
|
A+ / A-

Função Pública. Quem poupar vai ter bónus salarial ou formação

27 abr, 2017 - 07:19

Modelo ainda não está fechado, mas o Governo espera ter o esquema definido até final de Maio para que entre em vigor este ano.

A+ / A-

O Governo vai avançar com a criação de bónus salariais a trabalhadores da Função Pública, que ajudem as equipas onde estão inseridos a poupar sem afectar a qualidade do serviço.

A recompensa será uma percentagem da redução da despesa e terá um tecto máximo, segundo revela o “Negócios”, acrescentado que os valores vão ser definidos em portaria a publicar nas próximas semanas.

Os prémios podem ser um “bónus salarial” ou “investimento em formação profissional para a equipa”, respondeu ao jornal o Ministério das Finanças.

Escreve o jornal que o modelo de prémios ainda não está totalmente fechado, mas o Governo espera ter o esquema definido até final de Maio para que entre em vigor este ano.

Esta ideia de criar uma estrutura de prémios foi revelada no Programa Nacional de Reformas aprovado este mês.

As metas vão ser definidas pelas equipas, mas será criado um mecanismo que controle a aprovação de ideias e o cumprimento dos objectivos. “A candidaturas vai ser sujeita a parecer da Inspecção-Geral de Finanças (IGF)”, explicou a tutela.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Mario Ribeiro
    27 abr, 2017 Sertã 14:39
    Isto é. uma utopia.Como aferir este comportamento.Isto só. se pode aplicar em centrais de compras ou sectores a elas ligadas.Tudo o resto é subjectivo.Propaganda enganadora da geringonça.
  • PROPAGANDA BARATA...
    27 abr, 2017 Lx 11:56
    É só fumaça e propaganda barata e estéril do pantomineiro Costa a "fingir" que governa. O que queremos são reformas de fundo e não este folclore da treta da peta e da teta...Só ilusionismo para tuga enganar...
  • alfacinha
    27 abr, 2017 lisboa 10:35
    Talvez lhes ponham um "papelómetro"...
  • Maria
    27 abr, 2017 Angra 10:31
    Mais uma invenção! e que tal pensarem em descongelar as carreiras, aumentarem os salários dos funcionários, muitos dos quais estão perto da reforma ( eu sou uma delas ), acabando por levar uma miséria, porque o salário além de ser vergonhoso nem aumentos tem tido. Que pensem na carteira dos outros como pensem na Sua!!!
  • Luis
    27 abr, 2017 Beja 10:17
    Bónus salarial para quem? Para toda a equipa distribuito em partes iguais, ou só para os chefes?
  • Alberto Martins
    27 abr, 2017 lisboa 10:12
    Show-of ridiculo...
  • José Guimarães
    27 abr, 2017 Valongo 10:06
    Esta medida do governo é perigosa. Quando se fala de função pública vem-me imediatamente à memória as instituições Segurança Social e Finanças. Entando como está enraizado no "ADN" dos funcionários destas instituições, porque não conhecem o patrão, é evidente que o utente mais humilde é que vai ser o mais penalizado. Na segurança social usam muito a resposta do " está tudo bem" "não tem direito" "se reclamar é pior" "aqui não remos acesso" "tem que esperar" "arranje quem lhe preencha", etc., como a ordem é poupar nos tinteiros e no papel, mais atingir objectivos porque aumenta o salário, "coitados" dos mais humildes e pobres que vão ver o diabo. As duas instituições que mais estão ligadas aos cidadãos vão aumentar o défice de democratização. Se acaberem com as mordomias e maus hábitos, como folgas fora da lei, poupar energia com o ar condicionado, aquecimento, iluminação e milhares ou milhões de telemóveis, smartphone smartphones e tablets, porque o "patrão" não vê, poupam-se milhões ao fim de um ano Bonificações nos ordenados, NÃO! Vamos lá enqudrar tudo isto nos direitos e deveres de cidadania e boa educação. Fui trabalhador independente quase 30 anos, não tinha direitos e pagava impostos "loucos" e comparando a minha pensão por Invalidez, com um funcionário em idênticas circunstancias, usufruo menos de metade, já para não recerir outras mordomias que o estado distingue por pertencer à função pública. Os cidadãos estão mal informados. .
  • É SÓ FOLCLORE...
    27 abr, 2017 Lx 10:01
    Este governo é só propaganda...Prémio por poupar...não seria melhor multa por não poupar? Só folclore e propaganda do populista e vendedor da banha de cobra chamado Costa. Em vez de medidas de fundo anda come estas pantominices ...UMA TRISTEZA
  • Ze
    27 abr, 2017 Porto 09:50
    Esta agora tambem esta boa!! Porque nao dar bonus por serem eficientes, rapidos e trabalhadores isto para nao falar em respeito e muito mais?
  • Paulo
    27 abr, 2017 Penafiel 09:50
    Já tenho tantas ideias.... cortar o papel higiénico, fazer escalas de ida ao WC , usar a mesma descarga do autoclismo para duas ou três utilizadores....só me ocorre disto.... porque será?

Destaques V+