Tempo
|
A+ / A-

Igreja e Torre dos Clérigos recebem o mais importante prémio europeu do património

05 abr, 2017 - 11:00

Entre as mais de 202 candidaturas, foram escolhidos dois projectos portugueses.

A+ / A-

A reabilitação da Igreja e Torre dos Clérigos no Porto e o Mestrado em Análise Estrutural de Monumentos e Construções Históricas, programa Europeu coordenado em Guimarães, estão entre os vencedores do Prémio da UE para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2017.

Os vencedores do mais importante prémio europeu no domínio do património foram anunciados, esta quarta-feira, pela Comissão Europeia e a Europa Nostra, representada em Portugal pelo Centro Nacional de Cultura.

Os 29 vencedores de 18 países foram distinguidos pelos seus contributos exemplares em conservação, investigação, serviço dedicado ao património, e educação, formação e sensibilização.

O presidente da Irmandade dos Clérigos está orgulhoso do prémio atribuído à reabilitação da Torre dos Clérigos e igreja anexa, dedicando-o a todos os trabalhadores envolvidos na obra. “Esta notícia enche de orgulho e alegria [a Irmandade], mas principalmente todos aqueles que durante a empreitada, a aventura, ali trabalharam, que foram pessoas empenhadíssimas”, afirmou à agência Lusa o padre Américo Aguiar, para quem este galardão é “a cereja no topo do bolo”.

Segundo o responsável dos Clérigos, “a sorte do arquitecto Nicolau Nasoni no século XVIII foi a de encontrar profissionais capazes de transformar o seu desenho em obra prima” e agora também a Irmandade “teve novamente profissionais capazes de devolver o edificado à cidade e ao mundo, que é hoje o ex-líbris do Porto e que enche de orgulho”.

Durante a obra, “quisemos fazer um muro da fama, com o nome de todos os trabalhadores envolvidos, mas tal não foi possível”, disse, acrescentando que, “houve uma vez, num pico qualquer da empreitada, em que uma centena de trabalhadores esteve ao mesmo tempo” naquele espaço.

Considerando que se a empreitada decorreu “no tempo certo”, coincidindo com o facto de a cidade ser agora turística - “um Porto de braços abertos ao mundo inteiro” -, Américo Aguiar congratula-se com a possibilidade que a Irmandade tem em “fazer a partilha” das receitas provenientes das visitas ao complexo arquitectónico com quem mais precisa.

As diversas distribuições de rendimentos que têm sido feitas desde a reabilitação dos Clérigos “são os maiores prémios que tenho e que não têm preço”, confidenciou.

O responsável disse que “nunca na vida” tinha pensado que, além dos Clérigos serem património histórico e cultura fossem também “um monumento solidário”.

Júris constituídos por peritos independentes analisaram um total de 202 candidaturas, apresentadas por organizações e indivíduos de 39 países e seleccionaram os vencedores.

“Felicito calorosamente os vencedores deste ano e presto homenagem a todos aqueles que tornaram possíveis estas iniciativas excepcionais, graças ao seu formidável talento, empenho apaixonado e grande generosidade. Estão agora entre um grupo selecto de aproximadamente 450 iniciativas notáveis premiadas pela Europa Nostra e pela Comissão Europeia nos últimos 15 anos. Todos os nossos vencedores demonstram que o património é um instrumento fundamental para o desenvolvimento económico sustentável, a coesão social e uma Europa mais inclusiva. Os líderes da UE devem aproveitar a oportunidade histórica do Ano Europeu do Património Cultural em 2018 para reconhecer os múltiplos benefícios do património e o seu valor fundamental para aproximar países, comunidades e culturas na Europa e fora dela”, afirmou Plácido Domingo, o cantor de ópera e Presidente da Europa Nostra.

A partir de agora, cidadãos de todo o mundo podem votar "online" para o Prémio do Público e angariar apoios para o(s) projecto(s) do seu país ou de outro país da Europa.

Os votantes poderão ganhar uma viagem para duas pessoas à Finlândia e ser um convidado especial na Cerimónia de entrega dos Prémios Europeus do Património, que será realizada na cidade histórica de Turku no dia 15 de Maio. Durante a cerimónia, serão anunciados os sete vencedores do Grande Prémio, recebendo cada um 10.000 euros, e também o vencedor do Prémio do Público, escolhidos entre os 29 premiados deste ano.

250 anos dos Clérigos. Os segredos dos guardiões da torre
250 anos dos Clérigos. Os segredos dos guardiões da torre
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.