|
A+ / A-

“E se tratássemos a Bíblia como tratamos o telemóvel?”, pergunta Papa

05 mar, 2017 - 11:03

Francisco pediu orações dos fiéis pelo retiro que vai fazer a partir deste domingo, juntamente com elementos da Cúria Romana.

A+ / A-
Papa. “E se tratássemos a Bíblia como tratamos o telemóvel?”
Papa. “E se tratássemos a Bíblia como tratamos o telemóvel?”

E se as pessoas tratassem a Bíblia como tratam o telemóvel?

A pergunta foi feita este domingo pelo Papa Francisco durante a catequese que antecede a oração pública do angelus, na Praça de São Pedro, em Roma.

Dirigindo-se a uma multidão que o ouvia sob a protecção de um mar de guarda-chuvas, Francisco começou por recordar a importância da Bíblia. “A Bíblia contém a Palavra de Deus, que é sempre actual e eficaz.”

Depois colocou a questão: “se tratássemos a Bíblia como tratamos o nosso telemóvel?”

“Se andássemos sempre com ela, se voltássemos atrás quando a esquecemos, se a abríssemos várias vezes ao dia, se lêssemos as mensagens de Deus que estão na Bíblia, tal como lemos as mensagens do telemóvel?”

“A comparação é claramente paradoxal, mas ajuda a reflectir”, explicou Francisco. “Com efeito, se tivéssemos a Palavra de Deus sempre no coração, nenhuma tentação nos poderia afastar de Deus, nem nenhum obstáculo nos poderia desviar do caminho do bem”, concluiu.

Finda a oração do angelus, Francisco recordou aos fiéis a importância do caminho quaresmal e pediu orações pelo retiro que vai fazer durante a próxima semana com elementos da Cúria Romana.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Margarida Santos
    05 mar, 2017 Ourem 17:13
    O PAPA a enviar esta mensagem.E o PS a falar de morte, sexo e drogas.Que País somos nos para ter partidos destes no seio de uma comunidade Cristã, onde poucos se revêm nestas trapaças de políticos sem conteúdo espiritual algum.Só vazio.Que gerações vamos ter no futuro com as referências que têm.
  • al
    05 mar, 2017 adelide 15:18
    Este Papa saiu ca um PAPAL !!!
  • rosinda
    05 mar, 2017 palmela 13:23
    Com esta comparacao ainda arranjas maneira de se vender mais telemoveis!