A+ / A-
revista de imprensa

UE debate futuro em momento de viragem

02 mar, 2017 - 11:41 • ​Hugo Monteiro

Debate-se por estes dias o futuro da União Europeia. Jean-Claude Juncker apresentou ontem no Parlamento Europeu o Livro Branco da Comissão Europeia sobre o futuro da Europa.
A+ / A-
Revista de Imprensa de temas europeus 02-03-2017
Revista de Imprensa de temas europeus 02-03-2017

O tema está em destaque na edição desta manhã do Público. O presidente da Comissão apresentou cinco cenários possíveis para o futuro da União até 2025. O objectivo é lançar um debate entre os europeus e colocar os governos perante as suas próprias responsabilidades. Ora, destes cinco cenários, o Ministro português dos Negócios Estrangeiros risca dois – diz que são contrários aos interesses nacionais: o que reduz a Europa ao Mercado Interno e aquele que diz que a União deve fazer menos de forma mais eficaz.

Já em França, prossegue a polémica em torno de um dos candidatos às Presidenciais. Esse candidato é François Fillon. Segundo o Diário de Notícias, depois de quase eleito, o irredutível Fillon parece quase derrotado. O candidato deverá ser constituído arguido, no caso dos alegados empregos fictícios que envolve a sua mulher e os filhos. Fillon não desiste da candidatura às presidenciais. Uma decisão que abalou a popularidade do candidato dos republicanos.

Ainda no DN, o Brexit e o controlo directo de Londres estão a ensombrar o voto na irlanda do Norte. Os eleitores na Irlanda do Norte vão hoje a votos para eleger os deputados do Parlamento e o Governo de Belfast. Ora, os dois principais partidos – o Unionista e o Independentista – não se entendem, as posições estão a extremar-se – o que poderá levar ao regresso do controlo directo de Londres, numa altura em que o Reino Unido prepara o Brexit.

Precisamente, o Primeira-ministra britânica sofreu um revés num dos principais passos para a saída da União Europeia. Theresa May sofreu uma pesada derrota na Câmara Alta de Westminster, na votação de uma alteração à proposta de lei do Governo para o “divórcio” da União Europeia, conta o jornal “i”. Já o britânico “Guardian” escreve que, agora, os Lordes pedem aos Conservadores que apoiem a alteração da lei Brexit sobre os cidadãos da EU, quando a legislação regressar à Câmara dos Comuns.

A polémica estalou em pleno Parlamento Europeu. Conta o espanhol “El Mundo” que o eurodeputado polaco Janusz Korwin-Mikke, defendeu a existência de uma diferença entre os salários de homens e mulheres – disse este eurodeputado que as mulheres são mais débeis, mais fracas… Um comentário que, naturalmente, motivou a forte contestação e muitas críticas de vários eurodeputados que se insurgiram contra semelhante declaração.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.