Tempo
|
A+ / A-

Caixa. Cancelada sessão da comissão parlamentar e Marcelo não comenta saída de Matos Correia

16 fev, 2017 - 13:19 • Paulo Ribeiro Pinto com Lusa

Os deputados da comissão de inquérito deveriam ouvir esta quinta-feira o antigo presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos.

A+ / A-

Foi cancelada a audição da comissão parlamentar de inquérito à recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à gestão do banco agendada para a tarde desta quinta-feira.

A decisão foi tomada pelo presidente em exercício da comissão, o socialista Paulo Trigo Pereira, e segue-se ao anúncio da demissão do presidente, José Matos Correia, deputado do PSD.

Esta tarde, os deputados iriam ouvir Álvaro José Barrigas do Nascimento, na qualidade de antigo presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos, numa audição marcada para as 18h00.

Marcelo não comenta Matos Correia

O Presidente da República recusou comentar a demissão do presidente da comissão parlamentar de inquérito, justificando que não se pronuncia sobre a vida interna de outros órgãos de soberania.

"Não me pronuncio sobre a vida interna de outros órgãos de soberania", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, citado pela Lusa.

Sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos, que envolve a anterior administração do banco e o ministro das Finanças, o chefe de Estado reiterou aquilo que já havia dito na quarta-feira. "Da minha parte, ponto final parágrafo em relação à Caixa", respondeu Marcelo.

Para o Presidente, a Caixa terá "um grande desafio" daqui por um mês que "é a emissão de obrigações". "Estarei aqui no Porto para apoiar essa emissão em encontro com empresários nacionais e estrangeiros", revelou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fanã
    16 fev, 2017 aveiro 17:45
    Estas "comichões" não servem para nada !...... É a mesma coisa que a "Casa dos Segredos" para entreter donas de casa desocupadas !
  • 16 fev, 2017 17:36
    Sr. Presidente a questão de saber se havia acordo ou não é mais um fait-divers da direita, invejosa, incompetente e vingativa, perante um homem - Mário Centeno - que está a demonstrar que é inteligente, sábio e competente. Ele está-se a revelar um grande governante na área economica e financeira. Todos os dias saiem bons resultados economicos e financeiros do nosso país, coisa que há muitos anos não se ouvia. Aconselhado por exímios economistas - alguns vindos da famigerada Goldman Sachs - a direita trouxe mais e mais pobreza ao nosso país, em nome do trabalho barato (qual China). A direita está louca para ir para o poder, para fazer o quê ? A ideologia neo-liberal deles é nefasta para o nosso querido país. Tambem António Costa é um dos homens mais inteligentes e competentes que o nosso país alguma vez teve. Não permita sr. Presidente que voltemos à estaca zero. Esta equipa é uma equipa ganhadora. Força Antonio Costa.
  • Carlos Moleiro
    16 fev, 2017 Régua 16:55
    Podera! E conivente na triste comédia Bem diz a trista figura do PS galamba. Mas já era previsível que Marcelo ia mais dia menos dia "armar barraca" isto está no seu ADN. Quer meter o bedelhe em tudo.Cada macaco no seu galho.Mas ele se pudesse tomava conta de todos os órgãos de soberania.Habituado a coabitar no tempo do outro regime é natural que tenha saudades de querer ser ou mandar em tudo.Por isso quem votou nele deviam pensar nessa possibilidade.Os media pensavam conhece-lo, mas enganam-se.Com Marcelo tudo pode aconteces.A crispaçâo foi uma miragem r um regime musculado pode estar a caminho com ajuda da esquerda incluindo PS, PCP e BLOCO.Marcelo em Africa era rei.
  • Jorge
    16 fev, 2017 Seixal 15:31
    A comunicação social passa o tempo atrás do Presidente da República para ele comentar tudo e mais alguma coisa e depois vêm queixar-se que ele fala demais. Já agora: eu também ainda não li o livro da múmia, mas será que também escreveu aquele episódio em que comprou uns milhares de ações a 1€ e passado um dia ou dois as vendeu pelo dobro do preço, ou foi tudo mentira?
  • JOBAR
    16 fev, 2017 PORTO 15:30
    A dupla CentACosta, com o apoio dos seus apêndices extremistas, preparavam no escuro, subrepticiamente, mais um "golpe" de estado contra a Constituição Nacional, argumentado com as mais ultrajantes mentiras enganando os portugueses, uma vez mais - a primeira foi o acordo secreto feito pelo Snr. ACosta com todas as forças socializantes, estalinistas e comunistas, para usurpação do poder às forças políticas maioritariamente eleitas para governar o País. Um acordo feito nas costas do povo só pode ser para tramar o povo. A dupla Centeno/ACosta tinha, até ao rebentamento desta bomba, com o apoio, agora, e mais tarde a participação de todos os apêndices extremistas, um projecto para se instalarem definitivamente no governo, e posteriormente instalarem no País uma ditadura socializante, chamada de "Democracia Socialista" , equivalente à que funcionava na ex-união soviética, passando toda a extrema esquerda a comer da mesma gamela chamada "Povo". Isto porque, se este golpe da CGD agora passasse, lá mais para diante teriam programado outro para excluirem definitivamente do poder as forças democráticas a que eles chamam de direita, e aí se instalarem eles perpetuamente. JOBAR
  • Manuel Gois
    16 fev, 2017 Lisboa 15:21
    Marcelo enganou-me até...AGORA
  • Nuno Flores
    16 fev, 2017 Oeiras 15:13
    Agora que o presidente da oposição saiu da comissão já podem construir a realidade que mais lhes aprouver. Para a frente é que é caminho, vamos lá fartar vilanagem!
  • Luis
    16 fev, 2017 Lisboa 14:59
    Já deveria ter sido cancelada há muito. Foi uma palhaçada que demorou demasiado tempo, que custou demasiado cara aos bolsos dos Portugueses e que só serviu para mostrar uma vez mais o baixo nivel da classe politica Portuguesa. As comissões "paralamentar" só servem para alimentar a guerra politica. Só servem para que os partidos se ataquem uns aos outros tentando atirar lama para cima uns dos outros em situações em que é dificil saber qual é que deles está mais cheio de lama. Não passa de um faz de conta. Tudo não passa de uma encenação onde cada um tenta fazer o papel de vitima e de inocente quando de vitimas e de inocentes nada têm. O Parlameto nos ultimos anos transformou-se num autêntico circo e para isso contribuiu e muito a coligação Pafiosa. Enquanto governo foram maus, enquanto oposição são péssimos. Cambada de inuteis parasitas. Investigações policiais para serem atribuidas responsabilidades criminais ninguém quer. Cambada de indigentes.
  • Carlos Reis
    16 fev, 2017 Coimbra 14:48
    Que pena a CI ter terminado, como é que os portugueses agora vão viver ?.
  • Zé Povinho
    16 fev, 2017 Lisboa 14:46
    Psdanda ddesesperadamente à procura de casos mas não consegue. Tenta a todo o custo, pôr fermento num grão de areia, para ver se o transforma numa montanha e, como nem num copo de água consegue fazer uma tempestade, não aguentam e rebentam, não aguentam. PSD vive um buraco negro, vazio de ideologia e de alternativas política. O PSD já não é o queeera, afastou-se demasiado da ideologia Social e Democrata do verdadeiro e clássico PSD, por isso, Marcelo não se revê, e bem, neste atual PSD, que se afunda cada vez mais. Rui Rio, começa a ter caminho livre e ainda bem!

Destaques V+