Tempo
|
A+ / A-

PCP não dará liberdade de voto na eutanásia

09 fev, 2017 - 13:52

O secretário-geral dos comunistas considera que ainda é prematura qualquer discussão sobre a eutanásia.

A+ / A-

O PCP não deverá dar liberdade de voto quando a despenalização da eutanásia for votada no Parlamento, anunciou esta quinta-feira o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa.

"É sempre uma posição desresponsabilizante dos partidos e grupos parlamentares", declarou, questionado sobre a liberdade de voto praticada por alguns partidos (como o PSD) e a possibilidade de o PCP a adoptar neste assunto.

Em conferência de imprensa na sede do PCP, em Lisboa, Jerónimo de Sousa considera prematura qualquer iniciativa legislativa sobre o tema da eutanásia, defendendo um debate amplo, profundo e generalizado.

"Em relação a essa questão tão sensível, foi um debate que ainda agora começou e deve continuar, envolvendo a sociedade portuguesa. O pior que poderia acontecer seria cristalizar posições. Não pode ser um confronto entre ateus e religiosos, médicos e juristas, diria até entre esquerda e direita", disse.

Segundo o secretário-geral comunista, "o PCP considera a necessidade de apuramento e aprofundamento sem radicalismos" e que "é prematuro avançar já com posições que não resultam da verificação dessa convergência ampla que é necessário criar para enfrentar este problema".

Esta quinta-feira, o BE confirmou a entrega na próxima semana de um anteprojecto de lei sobre a morte assistida, através do ex-deputado e antigo dirigente bloquista João Semedo. O anúncio foi feito pelo médico, um dos convidados para o debate, no parlamento, organizado pelo PSD: "Eutanásia/Suicídio Assistido: Dúvidas éticas, médicas e jurídicas".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    15 fev, 2017 Viseu 09:53
    A eutanásia e o suicídio assistido são diferentes formas de matar. Os médicos e os enfermeiros existem para defender a vida, não para matar nem serem cúmplices do crime de outros.
  • Zépalerma
    09 fev, 2017 Coimbra 18:07
    Embora nem tudo no PCP seja assim tão mau, mas nesta questão, estou entendido : NO COMUNISMO NÃO HÁ LIBERDADE . Pelo menos neste PCP.
  • Petervlg
    09 fev, 2017 Trofa 13:57
    Então podemos estar consciente que vamos voltar a ter em Portugal, pena de morte, com os votos da esquerda

Destaques V+