Tempo
|
A+ / A-

Matos Correia: "Espero que Passos seja líder do PSD durante muitos anos"

09 fev, 2017 - 00:12 • Raquel Abecasis (Renascença) e Sónia Sapage (Público)

Em entrevista à Renascença e ao "Público", o vice-presidente do PSD, José Matos Correia, desdramatiza o facto de o partido ainda não ter um candidato à Câmara de Lisboa.

A+ / A-
Matos Correia. Há um "antagonismo que tem tornado muito difícil a gestão da comissão"
Matos Correia. Há um "antagonismo que tem tornado muito difícil a gestão da comissão"

Veja também:


O vice-presidente do PSD, José Matos Correia, espera que Pedro Passos Coelho seja reeleito líder do partido em 2018. Em entrevista à Renascença e ao jornal "Público", o deputado critica os criticos da direcção social-democrata e acredita que o PSD será o vencedor das eleições autárquicas deste ano, mesmo que ainda não tenha anunciado um candidato à Câmara de Lisboa.

Pedro Passos Coelho está renovado para levar este mandato, acabe ele quando acabar, até ao fim?

Não tenho muito feitio nem jeito para dar para o peditório das vozes internas do partido. Quando algumas pessoas aparecem a fazer declarações públicas ou a escrever cartas abertas especialmente infelizes, o que pretendem é ter alguma visibilidade. A mim o que me interessa não é isso, é o que é que o partido verdadeiramente é e pensa. E se olhar para a forma como o partido tem funcionado e para a apreciação que as pessoas fazem relativamente ao desempenho da direcção política, julgo que isso está nos antípodas do que outras pessoas querem fazer acreditar. Não vejo nada de especialmente relevante nisso.

Mas nas autárquicas percebemos que há uma situação em que o PSD se encontra, nomeadamente para encontrar um candidato para a capital do país, que começa a ser constrangedora.
Não gosto de me pronunciar sobre questões das quais não tenho uma responsabilidade directa. Nós aprovámos em Conselho Nacional um conjunto de regras quer relativamente ao perfil dos candidatos, quer relativamente aos momentos de apresentação de candidaturas e ficou definido que haveria apresentação de todos os nossos candidatos até ao final do mês de Março. Até lá, isso estará feito, nos nossos tempos, e não nos tempos que outros querem que seja.

Não vale a pena acharmos que não existe um problema em Lisboa.
Não gosto de especular sobre notícias de jornais. Não há nada que me diga que as notícias são verdadeiras. Há uma coisa que eu sei. O dr. Santana Lopes podia ter sido, se ele assim o desejasse, o candidato do PSD e ele, muito legitimamente, entendeu que o cargo que hoje tem e o projecto em que está envolvido devia ter prioridade. Quanto ao resto são especulações jornalísticas.

O facto de não haver um nome significa que não havia um plano B.
Não. O facto de não haver um nome significa apenas que temos até ao final do mês de Março para apresentar os nossos candidatos.

Acha que ainda há condições para o PSD ganhar as autárquicas?
Esse é o nosso objectivo. Nós não somos um conjunto de pessoas distraídas que dizem umas coisas por dizer.

E se esse objectivo não for alcançado?
Eu julgo que vai ser.

Portanto, Pedro Passos Coelho não tem um prazo de validade?
O dr. Passos Coelho tem um mandato até início de 2018 e eu espero que esse mandato seja renovado.

Ainda que haja uma derrota pelo meio?
Julgo que não vai haver.

Mas se houver acha que deve haver consequências?
Eu não trabalho com cenários. A única coisa que lhe posso dizer é que espero que o dr. Pedro Passos Coelho seja líder do PSD durante muitos anos. Tenho toda a confiança que ele renovará o seu mandato a partir de Janeiro ou Fevereiro de 2018.

Acha que o Presidente da República tem tido paninhos quentes para o PSD ou tem sido incómodo?
Percebo que haja pessoas que, às vezes, sejam atingidas por alguma partidarite, mas a mim o que me interessa é saber se o Presidente tem ou não respeitado o seu estatuto jurídico-constitucional, e eu acho que no essencial ele o tem feito. Se me pergunta se eu estou de acordo com tudo o que ele faz, não. Mas seria um milagre que estivéssemos todos sempre de acordo. Vivo tranquilo na apreciação que faço da forma como ele exerce as suas funções.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • APARAGALHOS
    11 fev, 2017 SÍTIO MANHOSO 17:12
    Oh Luís a ideia é exactamente essa ! Sá Carneiro deve andar aos saltos !
  • lv
    11 fev, 2017 lx 17:08
    Estamos de acordo, por muitos e muitos anos até que o PAN tenha a proeza de ultrapassar em votos o PSD!
  • DR XICO
    10 fev, 2017 Lisboa 09:05
    Boa ideia deixar o emplastro no PSD com a gordinha da Maria Luís albuquerque, em equipa que ganha não se mexe hihihihihihi. Estão a definhar e os comunistas a rir, ai para o ano no Pontal vão estar 3 pessoas
  • Luis
    09 fev, 2017 Lisboa 12:12
    Por muito tempo?. Mas quase já conseguiu destruir o PSD.
  • tuga
    09 fev, 2017 lisboa 08:39
    Oxalá que sim!!!!!!!...... que assim o PSD extingue-se por completo e é menos um partido deste sistema corrupto e caduco!!!!
  • Antonio
    09 fev, 2017 Mirandela 01:06
    Acredite meu caro senhor que eu também QUERO O MESMO. Assim o PSD só vai entrar no governo lá para 2035 provavelmente quando eu já não estou cá, por isso não me faz MOSSA. Parabéns por serem tão simpáticos e manterem o MENTIROSO que não pagou a Segurança Social no top do vosso partido.

Destaques V+