Tempo
|
A+ / A-

Domingos Pereira admite manter lealdade ao PS mesmo que entregue cartão de militante

24 jan, 2017 - 09:22

Deputado queria ser candidato à Câmara de Barcelos, mas a direcção do PS decidiu apoiar o actual autarca, Costa Gomes. Por esse motivo, Domingos Pereira bateu com a porta.

A+ / A-
Videobiografia de Domingos Pereira
Videobiografia de Domingos Pereira

O deputado Domingos Pereira admite manter lealdade ao PS, mesmo depois de entregar o cartão de militante do partido. Em declarações à Renascença, mostra-se "inteiramente disponível para continuar no grupo parlamentar", considerando que a decisão final cabe à direcção da bancada.

"Dependerá sempre - e em última instância - da posição do presidente e da direcção do grupo parlamentar, que respeito integralmente . Se quiserem que eu integre o grupo parlamentar mesmo desfiliando-me do partido, estou inteiramente disponível para continuar no grupo parlamentar, onde me tenho sentido bem e tenho sido acolhido com muita dignidade. Se a direcção entender que eu não reúno as condições para eu integrar o grupo parlamentar, naturalmente que há outros cenários também no regimento da Assembleia da República", afirmou.

O deputado, eleito por Braga e presidente da concelhia do PS de Barcelos, pretendia ser candidato do partido à Câmara de Barcelos, mas a direcção do PS decidiu apoiar o actual autarca, Costa Gomes.

A decisão levou Domingos Pereira a entregar o cartão de militante do PS, mantendo o seu lugar na Assembleia de República como deputado independente. Neste quadro, o PS foca ainda mais dependente dos partidos de esquerda, em especial do PCP, para garantir maioria parlamentar.

Até agora, o PS o Bloco e os Verdes juntos tinham exactamente tantos deputados quanto o PSD e o CDS (107), o que permitia ao PCP abster-se desde que tivesse garantido o voto do deputado do PAN para fazer uma maioria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Gomes
    25 jan, 2017 Vila 14:39
    Como dizia Jorge Coelho; "quem se mete com o PS... LEVA!
  • APARAGALHOS
    25 jan, 2017 SÍTIO MANHOSO 10:30
    QUE A ESQUERDA NUNCA MAIS SE DESUNA ! ..o profecta da desgraça e ladrão de reformados espreita !
  • José
    25 jan, 2017 Covilhã 09:21
    Na política, como em tudo na vida, é preciso exortar os valores da dignidade, da coerência, do compromisso e do respeito pelos outros. O senhor deputado foi eleito nas listas de um partido, se agora abandona o partido deve sair de deputado. Se quer ser candidato a Barcelos, tem o caminho aberto com uma lista Independente. Vamos lá moralizar a política...
  • fanã
    24 jan, 2017 aveiro 17:14
    Lealdade ??????????............................... só se for por o tacho de deputado !!!!!
  • Fernando Silva
    24 jan, 2017 Barcelos 13:07
    Dr Xico e luis donde conhecem o Homem? De facto se conhecessem sabiam que e um homem integro e honesto.Nunca foi boy e sempre trabalhou no duro para ganhar o seu salário.Por isso é bom de mais para se juntar a pessoas sem educaçâo como sâo os indicados em cima.Devem ser os arruaceiros de serviço no PS e do mais baixo nível intelectual.Por isso mal empregue este homem fazer parte desse partido onde há muita gente reles e que só sabem meter a mâo na massa.
  • XUXALISMO DO MELHOR
    24 jan, 2017 Lx 12:13
    Pois, mas um que confunde partido com legitimidade pelo voto.Este e os outros deputados deveriam isso sim defender quem os elegeu e não os partidos a que pertencem....Mas, está certo entrega o cartão ao PS mas fica fiel a este partido sem ideias e sem plano estratégico a não ser a sobrevivência do poucochinho e pantomineiro Costa, um vendedor de ilusões.
  • Dr Xico
    24 jan, 2017 Lisboa 12:13
    Este deputado não passa de um Limiano vendido por 10 reis, de certeza que está a ser pago pela direita. Um vendido, corrupto que não quer perder os tachos e influência. Gentalha que não vale nada.
  • LEALDADE?
    24 jan, 2017 Lx 11:55
    Tem que manter lealdade aos eleitores que o elegeram e não a um partido mas isso serve para todos os deputados.Mas sabemos que não é assim...
  • APARAGALHOS
    24 jan, 2017 SÍTIO MANHOSO 11:50
    . . . QUE A ESQUERDA NUNCA MAIS SE DESUNA ! ! !
  • Pedro Gomes
    24 jan, 2017 Ponte de Lima 11:42
    Isto até parece algo que já não tenha acontecido tanto por cá como em todo o lado onde não vigore uma orientação política fasciszóide (a mais recente nos EUA). O Eng.º Daniel Campelo não deu uma 'facadazita' no CDS de Portas por um voto que o PS do Eng.º Antº Guterres necessitava para fazer passar um Orçamento de Estado? A contrapartida garantiu uma unidade fabril e postos de trabalho para Ponte de Lima de que tanto necessitava. Diz-se que o PCP vai ficar a ganhar: pois eu não acredito que tirem partido desta 'surpresa'. Já se fosse com o PSD de Coelho, ninguém teria dúvidas de virmos a assistir a mais uma cambalhota de 360º, mesmo que fosse contra o próprio eleitorado tradicional (patrões, obviamente, incluídos...)