Tempo
|
A+ / A-

Como poupar na conta da luz?

21 out, 2016 - 14:45 • Fátima Casanova

O tema esteve em destaque no “Espaço do consumidor” de quinta-feira, na Renascença. A nova rubrica pretende responder a todas as dúvidas que surgem no dia-a-dia.

A+ / A-

A factura de energia tem um peso significativo no orçamento familiar e por isso faz sentido estar atento à maneira como se pode poupar e ter uma conta mais amiga da carteira.

O primeiro passo a dar é pesquisar um simulador na internet. A Renascença optou por utilizar o da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Com a sua factura na mão, tenha depois atenção à seguinte informação:

- tipo de oferta (doméstico)

- tipo de fornecimento (potência contratada até 20,7 kVA)

- discriminação de contagem (simples, bi-horária ou tri-horária)

- escalão de potência contratada

- consumo (pode definir o período)

- características de contrato (modo de pagamento)

É só clicar em “simular” e de imediato aparece uma lista com as ofertas de diferentes empresas. Pode, então, comparar os vários valores com aquilo que costuma pagar.

Um caso real

Um consumidor tem uma conta de electricidade de 984 euros por ano. Depois de simular com os dados da sua factura no simulador da ERSE, apareceram 19 propostas.

A mais barata era de 702 euros e a mais cara no valor de 763 euros anuais.

Se este consumidor optar pela empresa que tem a proposta mais barata, a poupança anual será de 282 euros.

Atenção às promoções

Além de utilizar os simuladores, deve estar atento às campanhas que as empresas vão fazendo de quando em vez.

Mas tenha atenção ao tipo de desconto oferecido. É que muitas vezes é só na potência contratada, que tem um valor mensal fixo.

O desconto será muito mais apelativo se for sobre o total da factura, pois engloba também o consumo – a maior fatia da factura.

Ainda assim, atenção: normalmente, os contratos são por um ano e, quando terminam, o consumidor deixa de beneficiar dos descontos ou das campanhas.

Na próxima terça-feira, dia 25, o “Espaço do consumidor” vai ter como tema os empréstimos. Se tiver muitos, fique a saber como reduzir o valor das prestações mensais.

O novo espaço da Renascença vai para o ar às terças e quintas-feiras pouco depois das 14h30.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • marcha atrás
    24 out, 2016 Santarém 23:09
    Penso mesmo que seguindo estes conselhos o melhor será mudar de fornecedor todos os meses porque começam por nos adoçar a boca de inicio para depois passarem ao ataque e contas feitas o cliente fica arrependido da troca feita, o melhor mesmo será servirmo-nos do Sol embora este também já taxado e do luar que por enquanto ficou fora da lista, bem nos aconselhou o senhor Costa há uns tempos atrás para utilizar-mos a bicicleta, nesse dia estaria certamente com inspiração de Mao Tsé Tung coisa que pelos vistos até os chineses já devem estar esquecidos.
  • R.Mendes
    24 out, 2016 Lisboa 19:27
    E tudo tretas , só publicidade cada vez se paga mais, acabaram com o alugar de contadores arranjaram com outro nome olha-se para a factura e só impostos , isto está o descalabro tem de vir um maluco que acabe com isto
  • ADISAN
    24 out, 2016 Mealhada 11:49
    Por mais que haja simulações, as poupanças em energia e água beneficiam mais as operadoras que o próprio consumidor poupado, pois as taxas e sobretaxas é que engrossam as facturas de modo que , quanto menor for a percentagem de consumo na factura, maior será a percentagem das taxas. Assim, quem beneficia, directa ou indirectamente, são as operadoras. Já fiz a experiência. Ainda que ecnomize ao máximo, a factura não baixa!
  • Orapois!
    24 out, 2016 cemitério 10:50
    Já me tinha esquecido que nas piscinas também se paga, ou melhor procurar um rio ou alguma praia....
  • Orapois!
    24 out, 2016 cimitério 10:45
    Isto parece os tempos do Salazar. Penso que está pior, pelo menos ainda havia alguns trabalhos no seu tempo, agora nem isto. Poupar, poupar, poupar!!! Eu quando ouço esta palavra até me dá vontade de rir. Já tinha afirmado isto, mas vou repetir, este país virou a palhaçada, com palhaços a governar, com palhaços a comentar, com muitos a aceitar e com outros tantos a bater palmas. Já agora sugeria que se deixa-se de ter luz em casa, assim sempre ajudava mais as pessoas a comerem mais um bocadinho durante o mês, ou até cobrir alguma despesa que já não a podem pagar. Quanto ao comer, comam só uma vez por dia, de preferencia latas de conserva e salsichas. Quanto a ter carro, se não puder arranjá-lo ponha-o para a lixeira e ande a pé ou arranje um burrinho. Não use gaz, faça churrascos, eh pá já me esquecia que para isto também não há dinheiro para os cozinhados. Quanto a tomar banho, não tome em casa, vá tomar banho para as piscinas, sempre se poupa mais na água, siga os bons exemplos da isabel jonet. Se tiver doente não compre remédios procure se informar sobre os chás, eles tratam de tudo....Quando não tiver comida em casa e tiver fome, olhe passe pelos contentores de lixo mas de preferencia de quem é rico, assim sempre poderá encontrar os restos que eles não querem. Viva portugal, viva a u. eurome-da, viva os políticos, e viva este povo que se contenta com tão pouco ou nada e ainda é feliz. Palmas a todos!

Destaques V+