A+ / A-
trabalho sem fronteiras

CEI “aviva” memórias coloniais portuguesas

05 out, 2016 - 14:36

No programa desta quarta-feira, conhecemos um projecto que estuda a evolução das memórias das guerras coloniais. Um trabalho que só foi possível graças ao apoio financeiro do Conselho Europeu de Investigação.
A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras (05/10/2016)
Trabalho Sem Fronteiras (05/10/2016)

Um trabalho desenvolvido por Miguel Cardina, investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que só vai ser possível graças a uma bolsa de 1,4 milhões de euros atribuída pelo Conselho Europeu de Investigação.

Entrevistado pelo jornalista António Pedro, Miguel Cardina começa por dizer que esta é uma ajuda fundamental para concretizar este projecto. Nestas declarações à Renascença, Miguel Cardina lamenta o que diz ser a falta de reconhecimento a nível nacional para este tipo de trabalhos. Este investigador da Universidade de Coimbra defende um reforço do investimento, sobretudo em ciência de qualidade.

Miguel Cardina, especialista do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, foi um dos seis investigadores nacionais premiados com bolsas do Conselho Europeu de Investigação. Ao todo, os cientistas e investigadores portugueses receberam um total de 8,2 milhões de euros entre mais de 300 bolsas atribuídas a nível europeu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.