Tempo
|
A+ / A-

Papa vai recordar o padre Jacques Hamel, assassinado por jihadistas em França

13 set, 2016 - 13:20 • Ecclesia

A missa de quarta-feira, na Casa de Santa Marta, contará com a presença de peregrinos da diocese de Rouen.

A+ / A-

O Papa Francisco vai ter como intenção da missa de quarta-feira o padre Jacques Hamel, manifestando proximidade aos familiares do sacerdote, que foi assassinado, em Julho, por radicais muçulmanos, durante a Eucaristia, e a toda a comunidade de Rouen.

A Sala de Imprensa do Vaticano informa que um grupo de 80 peregrinos da diocese francesa de Rouen e o seu bispo, Dominique Lebrun, vão participar na eucaristia em sufrágio do sacerdote e a celebração vai ser transmitida, ao vivo, pelo CTV - Centro Televisivo Vaticano.

O padre Hamel foi assassinado por dois homens armados com facas que entraram durante a celebração da Missa na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, nos arredores de Rouen, norte de França. Os dois jovens terroristas fizeram ainda vários reféns mas acabaram por ser mortos pela polícia.

A 18 de agosto, o Papa recebeu o presidente francês, numa audiência privada marcada pelo caso do assassinato do padre Jacques Hamel.

François Hollande quis levar ao Papa argentino “uma mensagem de reconhecimento, de gratidão” pelas palavras que Francisco deixou depois daquele “terrível atentado”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+