System.NullReferenceException: Object reference not set to an instance of an object. at masterpage_MasterPage.Page_Load(Object sender, EventArgs e) Renascença - A par com o mundo.
A+ / A-

Acidente de comboio na Galiza. Partidos galegos suspendem campanha

09 set, 2016 - 11:48

O acidente, ocorrido às 9h30 locais (8h30 de Lisboa), envolveu um comboio da CP com 69 passageiros a bordo (na rota Vigo-Porto) e causou pelo menos quatro mortos e cerca de 50 feridos.
A+ / A-
Comboio da CP descarrila na Galiza
Comboio da CP descarrila na Galiza

Os partidos políticos galegos - incluindo o PP, o Partido Socialista da Galiza e o En Marea (que inclui o Podemos) - suspenderam os actos de campanha previstos para esta sexta-feira devido ao acidente com um comboio português em Porriño (Pontevedra).

O acidente, ocorrido às 9h30 locais (8h30 de Lisboa), envolveu um comboio da CP com 69 passageiros a bordo (na rota Vigo-Porto) e causou pelo menos quatro mortos e cerca de 50 feridos.

O PP (Partido Popular), PSdeG (Partido Socialista da Galiza) e o En Marea (a marca do Podemos para as eleições regionais galegas) lamentaram, em comunicado, o acidente e manifestaram o seu pesar às famílias das vítimas. A Galiza celebra eleições autonómicas (regionais) a 25 de Setembro.

O jornal "Voz da Galiza" noticiou entretanto que também o Bloque Nacionalista Gallego (BNC) e o Cidadãos teriam suspendido as acções de campanha. A confirmar-se esta informação, significa que os cinco principais partidos das eleições galegas suspenderam a campanha por um dia devido ao acidente ferroviário.

As últimas sondagens do Centro de Investigações Sociológicas (CIS) publicadas na quinta-feira indicam que o PP ganharia com maioria absoluta as eleições regionais na Galiza caso a votação fosse esta sexta-feira, com o PSOE prestes a ser ultrapassado pelo En Marea como segunda força política.

Nas eleições marcadas para 25 de Setembro, o Partido Popular na Galiza, que tem Alberto Núñez Feijóo como candidato à reeleição, poderá obter entre 40 e 41 assentos no parlamento regional, enquanto o Partido Socialista da Galiza poderá baixar dos actuais 18 deputados regionais para 16 (o En Marea poderá obter entre 15 e 17 assentos).

As eleições regionais na Galiza estão a ser vistas pelos analistas em Espanha como um momento de clarificação para a política nacional, já que uma vitória clara do PP e uma derrota forte do PSOE podem alterar as posições de ambos os partidos quanto às suas lideranças. Alterações nas lideranças de PP e PSOE poderiam, por seu turno, desbloquear possíveis acordos de formação de governo.

Espanha continua com um governo em funções (PP, de Mariano Rajoy) desde as eleições legislativas de 20 de Dezembro (que foram repetidas a 26 de Junho), uma vez que nenhum dos partidos obteve votos para governar sozinho e nenhum consegue os apoios para governar em minoria.

Líderes partidários espanhóis lamentam desastre e enviam pêsames

Os líderes do PP, do PSOE, do Ciudadanos e do Podemos lamentaram esta sexta-feira, através de mensagens nas redes sociais, o acidente ferroviário na Galiza.

O líder dos "populares" e presidente do Governo em funções, Mariano Rajoy, escreveu no Twitter: "Dor e tristeza pelo acidente de O Porriño. Os meus pêsames para as famílias dos falecidos e desejos de rápida recuperação para os feridos". Rajoy é galego e foi eleito como deputado por Pontevedra (a província onde fica O Porriño).

O secretário-geral do PSOE, Pedro Sánchez, enviou uma mensagem semelhante, realçando a "tristeza pelo acidente de comboio de O Porriño". "Os nossos pêsames às famílias das vítimas e desejo de rápida recuperação para os feridos", realçou o líder dos socialistas espanhóis.

Já o presidente do Ciudadanos, Albert Rivera, disse estar "preocupado" e "expectante" face às notícias do acidente, tendo igualmente transmitido os seus pêsames às famílias dos mortos. O líder do Podemos, Pablo Iglesias, também se mostrou "atento ao acidente de comboio em O Porriño".

No entanto, recomendou "precaução" já que está "à espera de mais detalhes" do acidente.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.