A+ / A-

​Espanha. Rajoy espera formar governo no prazo de um mês

27 jun, 2016 - 09:53

Líder do PP reúne esta segunda-feira o comité executivo do partido e nos próximos dias deve encetar conversações com os outros partidos políticos.

A+ / A-

O líder do Partido Popular (PP) espanhol espera conseguir um acordo para formar governo dentro de um mês. O prazo foi deixado por Mariano Rajoy em entrevista, esta segunda-feira de manhã, à rádio espanhola Cadena Cope, depois da vitória alcançada nas eleições de domingo.

“Eu creio que dentro de um mês teremos de ter um acordo mínimo, porque não tinha sentido entrar num período de vários meses de perda de tempo, como temos estando desde as eleições de Dezembro, já lá vai mais de meio ano. Gostava que num mês fossemos capazes de chegar a um entendimento razoável e facilitar as coisas a sua majestade, o Rei”, disse Rajoy.

Esta segunda-feira, o líder do PP reúne o comité executivo do partido e nos próximos dias deve encetar conversações com os outros partidos políticos.

Rajoy reclama direito a governar mas promete "falar com toda a gente"
Na declaração de vitória, este domingo, Rajoy reclamou direito a governar mas prometeu "falar com toda a gente"

O Partido Popular conseguiu 137 lugares no congresso, o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) conseguiu 85 lugares e o Podemos 71. Já o Cidadãos ficou-se pelos 32 assentos no Parlamento.

César Luena, número dois do PSOE, alertou que o resultado dos socialistas espanhóis indicam vontade de mudança contra as "políticas injustas, ineficazes e anti-sociais", mas que cabe ao PP a iniciativa de formar Governo.

Este membro da organização do PSOE não rejeita que os socialistas possam vir a formar Governo, apesar de ter elegido 85 deputados, mas frisou que compete a Rajoy tomar a iniciativa, porque o Partido Popular foi a força política que venceu as legislativas. Luena insistiu que ao conquistar 137 deputados, o líder do PP "tem a obrigação e a responsabilidade" de tentar tomar posse, tal como como aconteceu após as eleições legislativas de Dezembro do ano passado.

Os espanhóis foram domingo às urnas para escolher os 350 deputados e 208 senadores que vão tentar desbloquear o actual imbróglio político em que o país vive há seis meses. Desde as eleições de 20 de Dezembro, os partidos foram incapazes de chegar a acordo para assumir as responsabilidades governativas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Dário Cunha
    27 jun, 2016 Bobadela 22:31
    Nessa nem tu acreditas oh Mariano!
  • rosinda
    27 jun, 2016 palmela 12:44
    O senhor paulino nao lhe podem falar em comida fica euforico!
  • rosinda
    27 jun, 2016 palmela 12:26
    71 foi uma boa classificacao ! Quase apanharam o psoe senhor paulino.
  • Victor Marques
    27 jun, 2016 Matosinhos 12:06
    Esta é a evolução dos tempos! Chegará um dia em que o partido menos votado ganhará a eleição e formará governo...
  • Paulo
    27 jun, 2016 Olhão 11:48
    Os "socialistas" e o seu sonho de estar bem com Deus e com o diabo. Mas, é sabido, o diabo é muito mais sexy e é prazeiroso a curto prazo.
  • rosinda
    27 jun, 2016 palmela 11:47
    Pablo iglesias tambem deve ser fan do tim -tim!
  • rosinda
    27 jun, 2016 palmela 11:35
    Aposto que pablo iglesias ate e fan de bon jovem ele todo moderno senhor paulino!
  • rosinda
    27 jun, 2016 palmela 11:23
    O pp podia formar governo com o podemos eu ate gosto de pablo iglesias coitado no fim de contas ele quer tambem mandar um bocadinho!
  • CAMINHANTE
    27 jun, 2016 LISBOA 10:49
    SE Rajoy for inteligente, desapegado do "Poder", servidor do interesse dos Espanhóis ( o mesmo se aplicando aos Socialistas), teremos rapidamente um Governo de " Bloco Central" em Espanha. Caso contrário tudo será mais difícil e instável para "nuestros hermanos".