Tempo
|
A+ / A-

Ana Stilwell dá concerto de apoio aos refugiados em Lisboa esta terça-feira

20 jun, 2016 - 21:19 • Ângela Roque

Sentimento de impotência ao ver imagens da guerra na Síria acabaram por ganhar forma numa iniciativa que vai ajudar a Plataforma de Apoio aos Refugiados a ajudar quem mais precisa.

A+ / A-

Veja também:


Decorre terça-feira à noite, em Lisboa, um concerto solidário de apoio aos refugiados.

O concerto solidário de Ana Stilwell vai decorrer no Teatro Thalia, nas Laranjeiras, perto do Jardim Zoológico, às 21h e as receitas do espectáculo, e do novo álbum que vai ser apresentado, revertem para a Plataforma de Apoio aos Refugiados.

O “Take My Coat” teve como parceiros a seguradora Zurich e a Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, cujos alunos de mestrado de Design de Comunicação conceberam a imagem gráfica da campanha.

Ana Stilwell explica que foi o sentimento de impotência, ao ver imagens dos refugiados da guerra na Síria, que nasceu esta vontade de ajudar.

“Isto surge do meu sentimento misto de compaixão e de impotência, e criei uma música que se chama ‘Take My Coat’, com uma letra dedicada aos refugiados, que é isto – quero dar-lhes o nosso casaco, cheio de esperança, com calor e com coragem. Quero cantar para eles, oferecer-lhes esta música.”

Foi a própria cantora que tomou a iniciativa de ir oferecer a sua ajuda à Plataforma que, em Portugal, tem feito por ajudar os refugiados.

Ana Stilwell, que é inglesa da parte da mãe, a jornalista e autora Isabel Stilwell, é bilingue e costuma cantar em inglês, uma opção que nestas circunstâncias faz ainda mais sentido, por ser uma língua universal, diz.

O concerto de terça-feira é um passo importante nesta campanha, mas apenas o culminar de um longo processo que revela a vontade de muitas pessoas de ajudar quem mais precisa e que começou no Natal de 2014, quando a convite de uma empresa Ana Stilwell gravou uma versão de uma música de John Lennon, dedicada aos refugiados.

“Como acontece frequentemente quando há pessoas com muita vontade de ajudar, começaram a crescer ideias, e fizemos uma pareceria com a Zurich e com a Faculdade de Arquitectura porque convidámos os alunos de mestrado de Design de Comunicação a fazer a capa do disco e os cartazes. Foram crescendo as iniciativas e fazia sentido acabar com um concerto solidário de apoio aos refugiados.”

“Eu vou cantar o meu álbum com mais algumas músicas e algumas surpresas. Os bilhetes revertem 100% a favor da PAR, e também o álbum. O objectivo é que seja uma noite especial, mas também útil, e que possamos ajudar a PAR a ajudar”, afirma.

Os bilhetes custam 10 euros e podem ser comprados na Ticketline e locais habituais.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+