A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras

​Educação: modelo nórdico estudado por cá

20 abr, 2016 - 14:26

Esta quarta-feira olhamos para o Ensino Superior e para modelos europeus que podem contribuir para a melhoria do sector em Portugal.
A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras (20/04/2016)
Trabalho Sem Fronteiras (20/04/2016)

Ainda há poucos dias, o presidente da Associação Académica de Coimbra esteve na Dinamarca para uma avaliação da qualidade do sistema de Ensino Superior daquele país. A Dinamarca é considerada um dos exemplos a seguir relativamente ao Ensino Superior. Foi, de resto, um país pioneiro nas grandes reformas do sector.

A avaliação termina com a elaboração de um relatório de avaliação sobre a Instituição de Acreditação Dinamarquesa e o sistema de ensino.

Nesta viagem, o presidente da Associação Académica de Coimbra, José Dias, foi acompanhado dos directores das agências de acreditação do ensino de Áustria e Suécia, do vice-reitor da Universidade de Lausanne na Suíça e a líder da Confederação da Indústria Finlandesa.

A Renascença foi à procura das conclusões desta avaliação. Em entrevista conduzida pelo jornalista António Pedro, o presidente da Associação Académica de Coimbra destaca desde logo a capacidade de financiamento como garantia de qualidade e um direccionamento do estudo para áreas específicas do mercado laboral. José Dias não tem dúvidas: “foi uma experiência muito positiva”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.