A+ / A-
Selecção Nacional

"Espião" português analisa. ​“Baixas da Bélgica fazem falta”

28 mar, 2016 - 18:15 • Pedro Azevedo

Entrevista Bola Branca. Hugo Sousa, defesa português que alinha na Primeira Liga da Bélgica, faz em Bola Branca a antevisão do Portugal-Bélgica e elogia o ex-companheiro João Mário, com quem actuou na equipa "B" do Sporting.
A+ / A-

Hugo Sousa, um português que alinha na Primeira Liga da Bélgica, faz em Bola Branca a antevisão do jogo entre Portugal e Bélgica e fala de ex-companheiros de equipa no Sporting, elogiando “o craque” João Mário.

Na véspera do duelo particular entre a equipa das quinas e os belgas, o central do Waasland-Beveren, Hugo Sousa, considera que a ausência de jogadores como Eden Hazard, Kompany, De Bruyne, Vertonghen, Ferreira Carrasco e Origi, vão tornar a selecção belga mais acessível.

“São jogadores que irão fazer falta mas a equipa tem muita qualidade e entrarão bons jogadores. Os nomes da selecção belga estão nos melhores campeonatos da Europa”, sublinha o defesa.

A derrota da Selecção Nacional frente à Bulgária, na passada sexta-feira, não tem grande significado na opinião de Hugo Sousa. “A equipa vai estar unida frente à Bélgica e mostrar que o que aconteceu foi apenas um jogo que correu mal”, sustenta, acrescentando que "é sempre difícil jogar com equipas fechadas que actuam em contra-ataque".

"O jogo com a Bélgica será mais dividido e a selecção portuguesa dará uma boa resposta”, completa.

A torcer pelo Sporting. FC Porto fora da corrida

Na Bélgica há duas épocas mas atento ao campeonato português, Hugo Sousa não arrisca um vaticínio quanto ao principal favorito na corrida pelo título.

“Está a ser um campeonato muito disputado o que é muito bom para Portugal. O Sporting evoluiu bastante com Jorge Jesus. Benfica e Sporting são os principais candidatos, mas não arrisco o nome do futuro campeão. São duas equipas com grande qualidade e gostaria que fosse o Sporting por ser um clube que me acolheu. Seria bom para o futebol português”, refere.

Para Hugo Sousa, a luta pelo título resume-se a águias e leões, apesar de a matemática manter as aspirações do dragão. “O FC Porto está fora da corrida para tristeza minha porque foi a casa que me formou como jogador. Mas acho que está fora por não ter andamento para os dois concorrentes directos”, considera.

João Mário chegará a um grande europeu

No Sporting "B", em 2013/14, Hugo Sousa alinhou ao lado de vários jogadores que hoje estão no plantel principal do clube leonino. O actual jogador do Waasland-Beveren não esconde admiração por João Mário. “É um craque e vai acabar por transferir-se para um grande clube da Europa”.

Nos treinos da equipa principal e na passagem fugaz pela equipa "B", Slimani também partilhou o balneário com Hugo Sousa. “Evoluiu muito com Leonardo Jardim e agora está a colher os frutos. Dentro da área sempre foi um perigo e evoluiu muito a trabalhar com os pés. É um avançado de elite”, conclui Hugo Sousa sobre o melhor marcador do Sporting.

Contrato com o Waasland-Beveren está a acabar

Hugo Sousa cumpre a segunda época no Waasland-Beveren. Defesa central de 23 anos, Hugo Sousa, formado no FC Porto, foi campeão nacional de Juniores A, B e C, nos dragões. Como sénior jogou no Brasov da Roménia, em duas equipas cipriotas, Limassol e AEP. Foi campeão cipriota antes de ingressar na equipa do Sporting a última etapa antes da transferência para a Bélgica na época passada.

Em jeito de balanço Hugo Sousa considera que a primeira época na Bélgica “foi muito positiva”. Na actual temporada, uma intervenção cirúrgica em Setembro impediu o jogador de competir durante alguns meses.

“Regressei há três jogos e estou a readquirir o ritmo. É um campeonato muito bom para se evoluir. Termino contrato em Junho e tenho mais um de opção do clube. Ainda não decidiram devido á minha lesão mas vou tentar jogar os seis jogos que restam e estou receptivo a continuar. Se não for neste clube será noutro na Bélgica porque gosto de cá estar e estou adaptado”, argumenta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.