A+ / A-

Ministro da Economia pede aos portugueses que não abasteçam os carros em Espanha

11 mar, 2016 - 18:10

Manuel Caldeira Cabral diz que o fenómeno preocupa o Governo e olha para o problema com preocupação porque "corresponde também a impostos que deixam de ser pagos em Portugal".
A+ / A-

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, apelou esta sexta-feira a todos os portugueses para que não abasteçam os carros em Espanha. Porque isso, disse , prejudica Portugal.

"É um problema que nos preocupa, obviamente, esta questão da concorrência. Principalmente ao nível da fronteira, porque Espanha tem condições fiscais diferentes. Temos de olhar com preocupação porque corresponde também a impostos que deixam de ser pagos em Portugal", afirmou, citado pela RTP.

O ministro da Economia quer dialogar com as associações do sector dos combustíveis, mas assume que está preso às limitações orçamentais.

"Isso significa que muitos portugueses estão a pagar impostos em Espanha. É algo que, em primeiro lugar, temos de pedir aos portugueses que não façam".


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando Gaspar
    14 mar, 2016 Rio de Mouro - Sintra 18:40
    Teria imenso gosto em subscrever o apelo do Sr. Ministro se o preço dos nossos combustíveis se aproximasse dos valores praticados em Espanha. Mas posso sempre fazer uma sugestão ao Sr. Ministro, baixe a carga fiscal para valores razoaveis e, acredite, os portugueses terão muito gosto em seguir a sua recomendação. Sr. Ministro, um pouco de bom senso nas declarações talvez viesse a calhar.
  • Ricardo
    14 mar, 2016 Gondomar 15:43
    Mais valia era estar calado, mas enfim, acho muito bem o pessoal abastecer onde quiser e quando quiser ao melhor preço.
  • Paulo
    12 mar, 2016 vfxira 11:17
    É fácil......ponham os preços iguais,e vai ver que ninguém vai a espanha abastecer o veiculo.
  • António Brum
    11 mar, 2016 Lisboa 18:59
    Não se pode querer sol na eira e chuva no nabal. O pedido só teria legitimidade se Portugal harmonizasse com Espanha o imposto sobre os combustíveis.