Tempo
|
A+ / A-

Francisco alerta para o drama dos migrantes cubanos

27 dez, 2015 - 12:46

Papa apela aos países da região que façam todos os esforços necessários para encontrar uma solução urgente para estas pessoas.

A+ / A-
Francisco alerta para o drama dos migrantes cubanos
Francisco alerta para o drama dos migrantes cubanos

O Papa Francisco alerta para o drama dos migrantes cubanos que estão no centro de um conflito diplomático.

Milhares de pessoas passaram o Natal em campos de refugiados na Costa Rica, à espera de ser resolvido o diferendo com Nicarágua, que em Novembro se recusou a deixar que os migrantes cubanos entrassem no seu território.

Muitos cubanos tentam chegar aos Estados Unidos através da América Central e do México.

Esta manhã, depois da oração do Angelus, perante os peregrinos na Praça de São Pedro, o Papa Francisco falou deste drama humano.

“O meu pensamento vai neste momento para os numerosos migrantes cubanos que se encontram em dificuldades na América Central, muitos dos quais são vítimas do tráfico de seres humanos. Convido os países da região a renova, com generosidade, todos os esforços necessários para encontrar uma solução urgente para este drama humano”, declarou o Papa.

Francisco recordou o drama de quase quatro mil migrantes cubanos que estão em campos de refugiados na Costa Rica, alguns à mercê de redes de tráfico de seres humanos.

Neste domingo, o primeiro depois do Natal, o Papa assinalou a festa da Sagrada Família, lembrando, na oração do Angelus, as famílias que estão sujeitas a incompreensões e dificuldades em todo o mundo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • desconfiado
    28 dez, 2015 Santarém 16:53
    Afinal mais um país comunista de onde as pessoas tentam escapar para um país capitalista segundo eles, a diferença aqui parece ser que o capital produzido em Cuba é escasso e fica nas mãos de uns poucos privilegiados do regime enquanto nos E.U.A. abunda mais e mais distribuído, entretanto para os apoiantes de extrema-esquerda deste país indiquem-me por favor um país comunista onde se viva o tal paraíso anunciado por cá para eu pegar nas malas e dar o salto.

Destaques V+