Tempo
|
A+ / A-

José Tolentino Mendonça recebe prémio literário Res Magnae, em Roma

19 nov, 2015 - 06:43

É o primeiro português a receber este prémio. "A mística do instante reenvia-nos para o interior de uma existência autêntica", descreve a Paulinas Editora.

A+ / A-

O padre e escritor José Tolentino Mendonça recebe esta quinta-feira, em Roma, no Palácio Altieri, o prémio literário Res Magnae pelo ensaio "A mística do instante - o tempo e a promessa", publicado em Outubro do ano passado.

José Tolentino Mendonça é o primeiro português a receber este prémio e, segundo a Paulinas Editora, que chancela a obra, esta já vendeu mais de 17.000 exemplares, tendo sido transaccionados direitos internacionais para Itália, Espanha, Brasil, República Checa, Estados Unidos, Canadá, França e Filipinas.

"A mística do instante, que o autor nos apresenta, reenvia-nos para o interior de uma existência autêntica, ensinando-nos a ser realmente presentes: a ver, a ouvir, a tocar, a saborear, a inebriar-nos com o perfume sempre novo do instante", descreve a Paulinas Editora.

No ensaio, o autor argumenta que há um Evangelho que "só a pele apreende", que "a fraternidade se exprime também pelo tacto", escrevendo que "o pão da Eucaristia é o pão de mil sabores", e que "o odor permite uma aprendizagem do invisível".

O sacerdote José Tolentino Mendonça, de 49 anos, é especialista em estudos bíblicos e tem obra publicada sobre a relação entre o cristianismo e a cultura. Foi "Straus fellow", na Universidade de Nova Iorque, tendo feito parte de uma equipa de investigadores do tema "Religião e espaço público".

Actualmente é vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa e director do Centro de Estudos de Religiões e Culturas. Consultor do Pontifício Conselho para a Cultura, na Santa Sé, José Tolentino Mendonça tem publicada obra poética.

A cerimónia em Roma tem lugar às 18h30 locais (17h30 em Portugal).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+