Tempo
|
A+ / A-

Homicida de Oregon procurou especificamente cristãos

03 out, 2015 - 11:52

Segundo testemunhas e sobreviventes do massacres, o assassino de 26 anos pediu aos cristãos para se porem de pé e depois alvejou-os.

A+ / A-

O homicida que na quinta-feira matou nove pessoas e feriu outras sete, antes de ser morto a tiro pela polícia, estava especificamente à procura de cristãos para atingir, dizem sobreviventes.

Segundo pelo menos duas das pessoas que estavam presentes durante o massacre, incluindo uma que ficou ferida e apenas sobreviveu fingindo-se de morta, o assassino entrou numa sala de aulas e perguntou a cada aluno se era cristão.

“Se és cristão levanta-te. Bom. Porque se és cristão estás prestes a encontrar-te com Deus”, terá dito Chris Harper-Mercer.

Depois, segundo a testemunha citada pela Reuters, o homem de 26 anos disparava sobre a vítima.

Apesar de se saber agora que Mercer procurou especificamente disparar sobre cristãos durante o seu ataque à escola em Umpqua, no Oregon, as suas motivações continuam por explicar. A pouca informação que tem surgido sobre o assassino não revela posições anti-cristãs nem associadas a outras religiões.

Num post publicado num site de encontros, Mercer tinha-se identificado como “espiritual mas não religioso” e num bilhete entregue a um dos alunos da escola, cujo conteúdo foi em parte divulgado pela cadeia NBC, dizia que a sua vida estava “muito mal” e que esperava “ir para o inferno e ser abraçado pelo demónio”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+