A+ / A-

Soflusa. Última partida de Lisboa para o Barreiro é às 23h30

05 jul, 2019 - 17:34

O mestre que devia assegurar as ligações posteriores meteu baixa médica, segundo apurou a Renascença.
A+ / A-

A última viagem de barco de Lisboa para o Barreiro, esta sexta-feira, realiza-se às 23h30, uma vez que o mestre que asseguraria as viagens posteriores meteu baixa, apurou a Renascença.

A supressão afeta muitas pessoas que costumam apanhar barcos mais tarde. Normalmente a última passagem é às 2h00.

Em declarações à Renascença, a secretária-geral da Transtejo/Soflusa, Margarida Perez Perdigão, acrescentou que durante o fim-de-semana a ausência do mestre em causa vai agravar a situação. "No sábado e no domingo e a primeira carreira do Barreiro para Lisboa acontece às 7h25 da manhã [habitualmente é às 5h15] e a última às 22h25 [habitualmente à 1h30]. A partir do Terreiro do Paço, a primeira carreira acontece às 7h55 [habitualmente é às 5h45] e a última às 22h55 (habitualmente às 2h00)”, explica a secretária-geral da Transtejo/Soflusa.

Margarida Perez Perdigão refere ainda que a Transtejo está à procura de soluções de transporte para os últimos passageiros da noite.

Os horários da Soflusa têm sofrido grandes alterações, entre greves e supressões, nos últimos meses, sendo que a partir de segunda-feira há greve.

Acionado plano de contingência

Vai ser acionado esta sexta-feira um plano de contingência com três carreiras extra a partir do Cais do Sodré e até ao Seixal, anunciou esta noite a Transtejo/Soflusa.

As carreiras em questão saem de Lisboa às 00h15, 1h15 e 2h15. No Seixal, há transporte rodoviário em taxi para o terminal do Barreiro. Tendo em consideração que os táxis tranportam no máximo quatro passageiros, a Transtejo/Soflusa alerta para eventuais demoras no transporte.

Este plano de contingência funcionará apenas durante a madrugada deste sábado.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.