A+ / A-
João Barroca

"Young Boys é uma equipa mais fraca do que na época passada"

19 set, 2019 - 12:45 • José Barata

O guarda-redes português que já leva 10 anos de futebol suíço considera que o FC Porto é o favorito na partida da Liga Europa.

A+ / A-

João Barroca, guarda-redes português que alinha no Stade-Lausanne, da Suíça, confere "total favoritismo" ao FC Porto, até porque o "Young Boys é uma equipa mais fraca" do que na época passada.

"Eles perderam qualidade em relação ao último ano. O FC Porto vai encontrar uma equipa motivada pelos bons resultados, mas com qualidade inferior à do Porto. Favoritismo claramente parte do lado do Porto", começa por dizer, em declarações a Bola Branca.

O jogo mais recente do Young Boys foi para a Taça suíça, há cinco dias, com uma goleada fora sobre o desconhecido Freienbach, por 11-2. Um resultado ainda assim expressivo e que reflete aquele que na opinião de João Barroca "é o melhor setor" da equipa suíça, em contraponto com a defesa "que é o ponto mais fraco" dos helvéticos.

"O ponto forte do Young Boys é a ofensiva, com o Hoarau e o Sulejmani, mas a parte defensiva está mais fraca e é aí que o Porto vai aproveitar. Eles tentam jogar apoiado, a partir de trás, mas com uma boa referência na frente, que é o Hoarau, que foi o melhor marcador do campeonato. O jogo direto é sempre uma opção quando estão em dificuldade".

O FC Porto recebe esta noite o Young Boys na primeira partida da fase de grupos da Liga Europa. As duas equipas chegam à prova depois de terem falhado o acesso à Liga dos Campeões. O jogo está agendado para as 20h00 no Estádio do Dragão e tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.