|
A+ / A-

Negócio das barrigas de aluguer investigado em Portugal

17 jul, 2019 - 10:05 • Redação

O custo de um bebé pode superar os 100 mil euros.

A+ / A-

O Ministério Público está a investigar empresas estão a oferecer em Portugal serviços como intermediários para o recurso a barrigas de aluguer no estrangeiro.

A notícia avançada pelo “Correio da Manhã”, e já foi confirmada à Renascença por fonte do Ministério Público, garante que há empresas legais, com sede no estrangeiro, que prestam esse serviço em Portugal.

Feitas as contas, o custo de um bebé pode superar os 100 mil euros.

O jornal teve resposta positiva de uma empresa israelita que confirmou a intenção de abrir uma delegação em Portugal quando a lei for aprovada.

A legislação chegou a estar em vigor, mas foi suspensa e agora está congelada.

O jornal lembra que tanto a promoção como a obtenção de benefícios são puníveis por lei com penas de prisão de até dois e cinco anos, respetivamente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.