A+ / A-

Coletes amarelos vaiam presidente francês no desfile da Tomada da Bastilha

14 jul, 2019 - 11:21 • Lusa

Pela terceira vez desde que foi eleito, Emmanuel Macron preside às festas que se realizam no feriado nacional francês de 14 de julho. Marcelo Rebelo de Sousa é um dos convidados presentes nas celebrações.

A+ / A-

Dezenas de “coletes amarelos” apuparam o presidente Emmanuel Macron quando descia a avenida dos Campos Elísios a bordo de um carro militar durante o tradicional desfile do feriado nacional francês de 14 de julho.

Pelo menos dois pequenos grupos deste movimento contra a política social e fiscal do chefe de Estado vaiaram Emmanuel Macron, que contestaram durante meses na rua.

Todos largaram os tradicionais coletes, provavelmente por uma questão de discrição num quarteirão patrulhado pela polícia, mas alguns agitaram balões amarelos e gritaram algumas palavras contra o presidente.

Após passar as tropas em revista na célebre avenida parisiense, acompanhado pelo Chefe do Estado Maior, Macron dirigiu-se à tribuna presidencial na praça da Concórdia, onde o esperavam muitos dirigentes europeus, entre os quais a chanceler alemã, Ângela Merkel, e o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

Este é o terceiro desfile do 14 de julho para Emmanuel Macron desde a sua eleição, em maio de 2017.

A celebração realiza-se este ano sob o signo da cooperação militar europeia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.