A+ / A-

​PSD anuncia voto contra lei de bases da Saúde. “Não vai resolver os problemas”

13 jul, 2019 - 11:37 • Marina Pimentel , Cristina Nascimento

Deputado social democrata considera “incompreensível” e “contraditório” texto sobre o qual PS, PCP e Bloco de Esquerda chegaram a acordo.
A+ / A-

O PSD anuncia que vai votar contra a nova lei de bases da saúde. Em declarações à Renascença, o deputado social-democrata Ricardo Baptista Leite diz que a nova legislação não vai resolver os problemas do setor.

“Uma nova lei de bases, seja ela qual for, não vai resolver os problemas graves que se vivem dentro do Serviço Nacional de Saúde (SNS) neste momento, ao contrário do que se está a fazer querer entender”, argumenta.

O comentário de Baptista Leite surge após o anúncio de um acordo entre PS e a restante esquerda sobre o assunto.

“O PSD naturalmente irá votar contra este diploma, mas não apenas por causa do ponto em apreço, e que foi o único ponto em apreço durante estes meses todos entre os partidos de extrema-esquerda, mas, acima de tudo, porque houve uma rejeição por parte do Partido Socialista em discutir matérias que nós consideramos fundamentais para o futuro do SNS”, acrescenta Baptista Leite.

Nestas declarações à Renascença, Baptista Leite classifica o texto sobre o qual PS e a esquerda acordaram como incompreensível e contraditório.

“Acabaram por chegar a um acordo, segundo aquilo que vem na imprensa, num texto absolutamente incompreensível, contraditório e que, objetivamente, não resolve os problemas fundamentais da lei de bases e daquilo que se queria de facto fazer, no sentido de preparar uma lei de bases que pudesse perdurar mais 30 anos e ajudar à evolução do Serviço Nacional de Saúde”, remata.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Joaquim Cruz Pinto
    13 jul, 2019 Ílhavo 12:25
    É absolutamente evidente, mesmo para os absolutamente tolos ou que os imitam, que comprenderam e comprendem perfeitamente o que nova lei quer dizer e diz - exactamente o contrário do que queriam! Tudo o mais são tretas.