A+ / A-
Estados Unidos

Se quiser ir à guerra com o Irão, Trump vai precisar do apoio do Congresso

12 jul, 2019 - 18:41 • Redação

Câmara dos Representantes aprovou disposição que obriga o Presidente americano a pedir autorização para um eventual ataque. 27 republicanos juntaram-se na votação aos democratas.
A+ / A-

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou esta sexta-feira uma emenda ao orçamento americano de defesa que obriga o Presidente Donald Trump a pedir autorização ao Congresso (que compreende ainda uma câmara alta, o Senado) caso decida lançar uma ação militar contra o Irão, avança o “The New York Times”.

A votação conseguiu uma maioria confortável (251 votos a favor e 170 contra), numa câmara que já é dominada pelos democratas. Apenas sete membros do partido não votaram a favor da disposição, mas, por outro lado, 27 republicanos aprovaram-na, contra Trump.

A tensão entre os Estados Unidos e o Irão tem aumentado nos últimos meses, tendo atingido um pico a 20 de junho, quando o Presidente norte-americano terá aprovado um ataque ao Irão, para depois o cancelar a poucos minutos do início.

A tensão tem-se adensado no Golfo Pérsico, onde têm sido atacados petroleiros, em ações que os Estados Unidos atribuem ao Irão.

“Quando isto for aprovado, será uma indicação clara dos membros do congresso de ambos os lados de que este país está cansado de guerras sem fim à vista e que não queremos outra guerra no Médio Oriente”, afirmou o congressista democrata Ro Khanna.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.