A+ / A-

Calor abranda no fim-de-semana. Lisboa vai ter menos 10 graus

11 jul, 2019 - 08:53 • Marta Grosso com Lusa

Os termómetros aproximam-se esta quinta-feira dos 40 graus, mas amanhã já começam a mostrar valores mais baixos. No sábado, pode mesmo chover. Nas ilhas, a temperatura mantém-se estável.
A+ / A-

A temperatura vai começar a baixar a partir de sexta-feira. A queda será mais acentuada em Lisboa, que passa de uma máxima de 38 graus, previstos para esta quinta-feira, para uma de 27.

Em Setúbal, a descida da temperatura também será bastante sentida, dado que a máxima passa de 40 para 31, mas nas restantes capitais do continente será menos acentuada.

Assim, em Beja, a máxima passa de 39 (nesta quinta) para 35 (na sexta-feira), em Évora de 41 para 37, na Guarda de 33 para 32, em Faro de 29 para 26 e no Porto chega mesmo a subir, passando de 29 para 31.

Será no sábado que a diferença de temperatura será mais sentida na generalidade do país, à exceção dos arquipélagos da Madeira e dos Açores, onde as máximas vão rondar, entre hoje e sábado, os 25 graus.

Assim, e no que ao continente diz respeito, a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) aponta chuva nas regiões Centro (litoral) e Norte e temperaturas máximas abaixo dos 30 graus, exceto em Santarém e Setúbal.

Para esta quinta-feira, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, aumentando de nebulosidade na costa sul do Algarve a partir do final da tarde, com possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando do quadrante leste no Algarve, sendo moderado na faixa costeira a norte do Cabo Espichel durante a tarde.

Distrito da Guarda em risco extremo de exposição à radiação UV

O distrito da Guarda apresenta esta quinta-feira risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV), enquanto as restantes regiões do continente estão com níveis muito elevados, segundo o IPMA.

Os arquipélagos da Madeira e dos Açores também estão com níveis muito elevados de exposição à radiação UV.

O IPMA recomenda em caso de risco extremo que a população evite a exposição ao sol o mais possível.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, 't-shirt', guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

22 concelhos em risco máximo de incêndio

Vinte e dois concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Castelo Branco, Leiria, Coimbra e Viseu apresentam esta quinta-feira um risco máximo de incêndio.

Monchique, Silves, Loulé, S. Brás de Alportel, Tavira, Castro Marim e Alcoutim (Faro), Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei (Castelo Branco), Mação e Ferreira do Zêzere (Santarém) são os concelhos em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou também em risco máximo de incêndio os concelhos de Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão Grande (Leiria), Miranda do Corvo, Lousã, Vila Nova de Poiares, Penacova (Coimbra) e Santa Comba Dão (Viseu).

Há também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental em risco muito elevado e elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, sendo o elevado o terceiro nível mais grave.

O IPMA colocou também todos os distritos do continente, com exceção de Faro, em aviso amarelo devido à previsão de tempo quente até às 22h00 de sexta-feira.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.