A+ / A-

Bartolomeu dos Mártires "é, sem dúvida, um santo reformador"

06 jul, 2019 - 13:15 • Redação

Arcebispo de Braga sublinha o significado da canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires, dizendo que representa um “apelo a todos os cristãos”.
A+ / A-

É com muita alegria que D. Jorge Ortiga reage à notícia da canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires, anunciada neste sábado pelo Vaticano.

O Arcebispo de Braga considera que o Papa Francisco reconheceu que a vida de Bartolomeu dos Mártires foi de reformação numa altura conturbada da história da Igreja.

“Temos de reconhecer um santo que viveu numa época conturbada da Igreja, com muitos problemas e com muitos desafios e um homem que efetivamente não se deixou entristecer, enclausurar nesses desafios, mas que, antes pelo contrário, reagiu e reagindo trabalhando pela reforma da Igreja. Ele, sem dúvida nenhuma, é um santo reformador”, conclui D. Jorge Ortiga, em declarações à Renascença.

Na opinião do arcebispo de Braga, esta canonização transporta “uma mensagem tremendamente atual, perante o cenário que a Igreja vive”, lançando “este apelo para que nós, cristãos, nos empenhemos na reforma, procurando uma fidelidade ao Evangelho”.

A canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires foi uma causa que D. Jorge Ortiga abraçou desde sempre, já que esteve ligado a todo o processo até chegar às mãos do Papa Francisco.

Agora que pediu a resignação por limite de idade, o arcebispo de Braga vê reconhecida a sua aposta.

“Sabia que a vida do beato Bartolomeu dos Mártires era para ser conhecida e a canonização com certeza que a vai tornar mais conhecida, por isso fico muito contente que, antes de passar o encargo a outro arcebispo, o senhor Deus me ter concedido esta graça de, provavelmente no dia 10 de novembro, acontecer, aqui em Braga, a canonização ou a declaração de santidade do nosso São Bartolomeu”, afirma.

A notícia da canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires foi conhecida neste sábado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.