|
A+ / A-

Rui Pinto terá pirateado também o Estado português

27 jun, 2019 - 07:15 • Redação

Depois de revelar documentos de clubes de futebol, Rui Pinto poderá ter atacado também e-mails de procuradores e funcionários da Administração Interna e intercetado comunicações entre Joana Marques Vidal e o ex-diretor do DCIAP.

A+ / A-

Rui Pinto, o "hacker" que pôs a nu práticas suspeitas do Benfica, através da violação de correspondência, poderá ter atacado também a segurança do Estado português, avança a revista Sábado.

O Ministério Público e a Polícia Judiciária encontraram indícios de que o pirata informático terá conseguido aceder às caixas de correio eletrónico de vários procuradores, da antiga procuradora-geral Distrital de Lisboa Maria José Morgado, de Amadeu Guerra, então diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, e de elementos do Ministério da Administração Interna, com o objetivo de obter informações sobre o inquérito de que é alvo.

De acordo com a "Sábado", as suspeitas da PJ e do Ministério Público resultaram da análise de discos externos e computadores apreendidos na Hungria, aquando da detenção do "hacker" de Vila Nova de Gaia, no âmbito da investigação à intrusão nos sistemas informáticos do Sporting e posterior tentativa extorsão a Nélio Lucas, então CEO da Doyen.

Entre as informações acedidas por Rui Pinto estarão as comunicações entre o ex-diretor do DCIAP e a antiga procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.