A+ / A-

Santuário de Fátima vai atribuir duas bolsas de investigação

24 jun, 2019 - 10:29 • Redação

As bolsas de investigação sobre Fátima são atribuídas no âmbito do projeto de investigação "Fátima como fenómeno global".
A+ / A-

O reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, anunciou a abertura de um concurso para atribuição de duas bolsas de investigação sobre Fátima, no âmbito do projeto de investigação "Fátima como fenómeno global", no contexto do protocolo celebrado com diferentes instituições públicas de ensino superior.

As áreas científicas são antropologia, Ciências da Comunicação, Ciências da Documentação, Ciências da Religião, Ciências do Turismo, Filosofia, Geografia Humana, História, Literatura, Sociologia, e Teologia.

Estas bolsas pretendem “oferecer experiência de trabalho científico para a formação avançada em prática de investigação no projeto 'Fátima como fenómeno global'”, explicou o reitor.

O edital será colocado amanhã na plataforma da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), ficando disponível dentro de 10 dias úteis.

O anúncio foi feito pelo padre Cabecinhas na sessão de encerramento do Simpósio Teológico-Pastoral "Fátima, hoje: Que caminhos?".

Ainda na sessão de encerramento, o reitor do Santuário de Fátima mostrou o seu contentamento pela vivência de “três dias intensos, onde fizemos também nós uma peregrinação reflexiva”.

“A dimensão reflexiva sobre a mensagem de Fátima não será o aspeto mais característico do Santuário de Fátima, uma vez que o que define o Santuário é ser lugar celebrativo da fé e meta de peregrinação, porém sendo depositário de uma mensagem não pode descurar este tipo de iniciativas se quiser ser fiel à sua missão”, concluiu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.