A+ / A-

Cineasta Paulo Branco vence Prémio Leonardo da Vinci das Artes

14 jun, 2019 - 12:30 • Redação

Paulo Branco é distinguido pela criação de novas expressões no cinema e por cultivar novas formas de comunicação entre as diferentes formas de arte.
A+ / A-

O realizador português Paulo Branco é o vencedor deste ano do Prémio Leonardo da Vinci das Artes, atribuído pelo Conselho Cultural Mundial.

Esta distinção pretende reconhecer aqueles que “elevam a sua existência a um nível superior através do seu inspirador talento criativo. É conferido a artistas, cineastas, escritores, fotógrafos, músicos ou arquitetos cujo trabalho represente uma contribuição para o legado artístico do mundo”, lê-se no site da instituição.

Este ano, o prémio vai para Paulo Branco, pelo “seu compromisso em chegar a novas perspetivas sobre as expressões cinematográficas e pela dedicação em cultivar uma comunicação e atividade intensa entre os diferentes campos culturais, como a literário e a música”.

Paulo Branco é ainda distinguido “pelos seus feitos na dinâmica do cinema independente, realizando e co-realizando filmes com realizadores de quatro continentes, mostrando-se sempre aberto a novas ideias, novos caminhos e em construir pontes por todo o mundo”, lê-se ainda no comunicado do Conselho Cultural Mundial (WCC, na sigla em inglês).

Paulo Branco tem 69 anos. Iniciou a sua carreira como realizador em 1979, tendo já produzido mais de 300 filmes.

John Malkovich define-o como, “provavelmente, o realizador mais prodigioso da história do cinema”. Wim Wenders descreve-o como “um realizador do tipo que já quase não existe: preocupa-se com os seus filmes e investe pessoalmente neles”.


legislativas 2019 promosite
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.