A+ / A-

Cristiano Ronaldo: "São 16 anos de seleção, mas sinto como se fossem os primeiros jogos"

09 jun, 2019 - 23:00 • Redação

O capitão da seleção nacional assume que "não é eterno", mas quer continuar a ganhar títulos por Portugal. Ronaldo ficou feliz com a conquista da Liga das Nações, que dedicou aos adeptos.
A+ / A-

Cristiano Ronaldo espera continuar a jogar e a vencer com a seleção, sem esconder que sente o mesmo entusiasmo por representar Portugal como sentiu das primeiras vezes.

"Sinto-me feliz, sinto-me bem, sinto uma grande alegria sempre que venho à seleção. Enquanto estiver bem, enquanto estiver motivado e tiver força, vou representar as cores de Portugal. Já são 16 anos, mas sinto entusiasmo como se fossem os primeiros jogos. Os portugueses estão sempre comigo. Quero retribuir com boas exibições, com golos e com troféus", afirmou o capitão, em declarações à RTP, após a conquista da Liga das Nações.

Em declarações aos jornalistas, à saída do estádio, Ronaldo assumiu que a conquista regular de troféus ajuda a criar uma pressão positiva.

"Quando ganhas troféus, acabas por criar um certo hábito nas pessoas. Mas isso é bom, é uma pressão saudável e temo-nos dado bem. Esta seleção tem potencial para continuar a evoluir no futuro, esta seleção vai ganhar mais troféus", assegurou o avançado da Juventus, que depois foi questionado se essas vitórias o incluirão:

"Se estiver bem, espero que sim. Acho que ainda sou um jogador útil, mas o Cristiano não é eterno, vai haver um dia em que não venho mais à seleção."

Os ciclos da seleção

Portugal conquistou o Euro 2016 e, agora, a Liga das Nações, o que resulta num total de dois troféus em quatro anos, quando antes de 2016 nunca tinha vencido um único título. Ronaldo acredita que esta onda vencedora se deve a "circunstâncias da vida", com "ciclos diferentes, treinador diferente, jogadores diferentes, um plantel mais jovem".

"As coisas têm corrido bem. Parece trabalho fácil, mas é árduo. Muita dedicação, muita crença. Os jogadores estão de parabéns. Também foi crucial o apoio dos adeptos. Sentimos a energia deles e a equipa jogou bem. Mostrámos que somos uma excelente equipa. Sentimos muitas adversidades. Comentadores pessimistas, não acreditam em nós. Ganhámos à Suíça, mas não jogámos bem, somos desorganizados. Faz-me confusão serem portugueses e serem pessimistas, parece até que querem que a seleção perca", atirou.

Ronaldo não se cansou de dedicar a conquista aos adeptos portugueses: "Vamos festejar todos juntos. O troféu também é dos portugueses. Foram jogos extremamente difíceis, mas a equipa esteve bastante bem."

Talvez à Bola de Ouro

Quanto à Bola de Ouro, Ronaldo sublinhou que já não vive "obcecado" com isso, mas admitiu que a vitória na Liga das Nações "ajuda".

"Acho que ajuda tudo, troféus coletivos e individuais, mas já não vivo obcecado com os troféus. As coisas acontecem naturalmente, obviamente que gostava, mas não penso nisso. Não há nenhuma época que eu jogue mal ou que não mereça estar entre os melhores. Ganhei três troféus este ano, estive bem outra vez, estive bem nesta competição. Não sei o que mais posso fazer", rematou.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.