A+ / A-
França

Taizé reporta abusos de três irmãos da comunidade sobre jovens

04 jun, 2019 - 21:49 • Redação

“Levei a sério o testemunho das vítimas”, afirma o irmão Alois, reponsável pela comunidade ecuménica cristã.
A+ / A-

O prior de Taizé comunicou às autoridades francesas agressões sexuais de três irmãos da comunidade sobre jovens, alegadamente cometidas entre 1950 e 1980, avança o site de atualidade religiosa 7 Margens.

O irmão Alois explica, em comunicado divulgado esta terça-feira, que em causa estão “cinco casos de agressões de carácter sexual cometidas sobre menores”.

Os abusos foram cometidos “por três irmãos diferentes, dois dos quais morreram há mais de quinze anos”, adianta o irmão Alois.

Os casos foram ao Ministério Público francês com o objetivo de continuar o “trabalho de verdade” decidido pela comunidade, “depois de ter falado com as vítimas”, refere o prior de Taizé.

Em declarações ao 7 Margens, o irmão Alois afirma que decidiu atuar logo que foi informado dos acontecimentos que tiveram lugar há várias décadas.

“Quando fui contactado, imediatamente levei a sério o testemunho das vítimas. Fiquei marcado pelo facto de algo se libertar nelas assim que a sua palavra era levada a sério”, frisou.

O responsável pela comunidade ecuménica cristã diz que manteve contacto ao longo do tempo com as vítimas e compreendeu “a profunda necessidade de justiça que elas sentem para que um caminho de cura destas feridas se possa começar a realizar”.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.