A+ / A-
Sporting

Frederico Varandas: "Não se ganhou apenas a Taça, o Sporting foi reerguido"

25 mai, 2019 - 22:23 • Redação

O presidente do Sporting garantiu, também, que não percebeu o que Sérgio Conceição disse, quando recusou cumprimentá-lo. "Há formas de estar, valores diferentes", assinalou Varandas.
A+ / A-

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, considera que a conquista da Taça de Portugal representa, também, o reerguer do clube, um ano depois do ataque à Academia, que obrigou a um "ano zero".

"Foi uma época muito boa. Mais do que os títulos, o Sporting Clube de Portugal foi reerguido. Hoje [este sábado] não se ganhou apenas a Taça, foi muito mais do que uma taça. Quem viu este clube há um ano e quem o vê agora, um clube forte, com valores que o distingue dos outros, dava para fazer um filme lindo. Os sócios merecem este título", afirmou o líder leonino, em declarações aos jornalistas, no Estádio Nacional.

Varandas chorou quando Luiz Phellype converteu o penálti que deu a vitória ao Sporting sobre o FC Porto. O presidente do Sporting salientou que "aquela slágrimas não foram apenas do presidente", mas também de "todos os sportinguistas". "Foram lágrimas de alegria", enalteceu.

Após o ataque à Academia, a 15 de maio de 2018, que levou à saída de vários jogadores, o Sporting passou por uma revolução, a maior das quais a mudança de direção. Frederico Varandas salientou que a direção atual "não quer popularidade", mas sim "o bem e os títulos para o Sporting".

"O Sporting vive de títulos e este é de todos os funcionários, que vivem com espírito de missão, que tentam reerguer o clube, desde a pessoa que abre a porta, a que conduz o autocarro e que lava os balneários. O Sporting está bem e para o ano vai estar melhor", acrescentou.

Varandas fala de "valores diferentes" sobre Sérgio

Frederico Varandas reagiu, ainda, ao episódio com Sérgio Conceição, na tribuna, na altura da entrega das medalhas de finalista. O treinador do FC Porto recusou cumprimentar o presidente do Sporting e, depois, ainda lhe disse umas palavras ao ouvido. Varandas foi curto sobre o assunto:

"Não percebi [as palavras de Sérgio]. O barulho dos festejos dos adeptos do Sporting era tanto, que não percebi. [No Sporting] Há formas de estar, valores diferentes. Num dia tão bonito isso, não interessa para nada."


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rui Teixeira
    26 mai, 2019 Famalicão 09:00
    Dizia Manuel Machado, um homem e um homem um vitem e um vitem. E a personalidade do sujeito, este sujeito que nem senhor e ,como pode ser um grande pai se ele nao tem educação?